4 dicas para sua empresa diferenciar os custos dos investimentos

Descubra como sua empresa pode ganhar mais com os investimentos certos

João Mortari 31/07/2017
João Mortari 31/07/2017

Apesar de a economia dar indícios de sua retomada, os micro e pequenos empreendedores devem continuar olhando com atenção a equação de receitas e gastos. E um ponto fundamental para fazer esse controle é saber diferenciar os custos que podem ser cortados dos investimentos necessários para melhorar a empresa.

Esta não é uma tarefa simples, ainda mais para quem está começando uma empresa e precisa lidar com um orçamento enxuto e com prioridades no fluxo do caixa. Nesse cenário, certamente existem custos, despesas fixas ou gastos que podem ser ajustados em seu orçamento, porém, alguns investimentos são inevitáveis para o crescimento da empresa e a boa gestão dos seus processos.

Por isso, trago a seguir algumas dicas para que o micro ou pequeno empresário entenda o que pode ser revisto em seu fluxo de caixa e o que deve ser considerado como investimento.

1.Documente e organize seu fluxo de caixa

É importante que você tenha, sempre, uma documentação clara sobre o quanto sua empresa ganha e gasta mensalmente. Este é um item que ajuda a equilibrar a visibilidade sobre as receitas e despesas. Ter esse controle não quer dizer que toda e qualquer dívida esteja proibida. Ela visa ajudar sua gestão a dimensionar quanto, como e quando os investimentos deverão ser feitos.

2.Reavalie sua estrutura

O documento da dica #1 ajudará a dar base para suas avaliações práticas e orientará seus planejamentos. Então, tire um tempo e avalie ponto a ponto seu trabalho. Veja o que faz sentido permanecer dentro de seus custos, sempre com maior atenção aos setores que mais afetam o rendimento da equipe.

3.Analise o que é essencial para a empresa e crie estratégias para otimizar seus ganhos

Se ainda estiver difícil enxergar as bases do seu negócio, lembre-se de que existem ações que não podem ser deixadas de lado em sua operação (pense no seu produto final). Do mesmo modo, é imprescindível levar em conta os setores que impactam diretamente à administração.

A gestão fiscal, por exemplo, é um deles, porque deixar de organizar suas notas fiscais ou errar no recolhimento de impostos pode significar problemas futuros à administração do seu negócio.

Para se organizar, crie uma lista de prioridades e identifique ferramentas que simplifiquem seu trabalho nas áreas vitais da sua empresa. A partir desse ponto, você terá bons indicativos para ver quais são seus “investimentos úteis” – e ver o que pode ser eliminado de seu balanço!

Nessa tarefa, por fim, pense em estratégias e ações que ajudem sua empresa a crescer. Como empreendedor, você deve planejar melhorias para sua empresa – do mesmo modo que se preocupa com a entrega para seus clientes.

4.Evite desperdícios e ajude sua empresa a criar uma cultura mais econômica

Contas básicas (de energia, água e internet) ou compras de itens de escritório parecem pequenos detalhes dentro do conjunto de gastos da sua empresa, mas eles podem impactar suas finanças. Por isso, tenha em mente que evitar o desperdício destes ‘insumos’ também é um caminho-chave para se poupar e ganhar mais!

Sendo assim, na hora de escolher onde investir seu dinheiro, não deixe de observar como suas aplicações podem ajudar a reduzir estes custos também. Por exemplo: se uma solução tecnológica pode diminuir seu consumo de energia e de impressão, ela não deve ser vista como uma despesa extra, mas sim como um investimento. Fazer esse tipo de conta é importante para seu negócio crescer, ser mais sustentável e prático!

Cada empresa, um caso

Essas dicas são úteis para sua empresa fazer bom uso de seus recursos, mas são importantes, também, para facilitar a adoção de novas tecnologias. Sendo assim, avalie: como uma ferramenta pode melhorar sua entrega, diminuir os custos e apoiar a estratégia de seu negócio? É esse pensamento que melhorará e muito seu dia a dia!

João Mortari é diretor da Mais Sistemas de Informática, desenvolvedora do sistema emissor de Notas Fiscais Eletrônicas Saldo MAIS

 

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.