Diferentes, porém muito similares

Roberto Vilela 28/03/2017
Roberto Vilela 28/03/2017

Vivemos uma era de busca constante por individualidade, singularidade, por ser único e pleno. As pessoas discursam de maneira entusiástica sobre sua personalidade, comportamento, anseios, expectativas e necessidades. Quando deixamos de lado a vida pessoal e observamos o ambiente corporativo e mercado, não percebo tamanha singularidade ou exclusividade no que se refere a maneira de pensar, agir ou empreender.

O mundo corporativo ainda causa desconfiança, medo e até mesmo aquela necessidade de seguir a tendência. O comportamento mais comedido, minimizando os riscos e até mesmo o atrevimento ainda impera. As “modas” surgem e os empreendedores de ocasião e pouca inspiração, seguem!

Alguns negócios se multiplicam de maneira assustadora, até esgotar quase que completamente o processo e aquela oportunidade vista como o Oceano Azul, rapidamente se torna um denso e agressivo Mar Vermelho.

A qualidade, serviço e a exclusividade passam a ser secundários e então voltamos ao ponto de origem onde o preço, muitas vezes elaborado sem a base adequada de análise, norteia o sucesso ou fracasso do empreendimento.

Queremos a individualidade e a singularidade em nossas vidas pessoais, mas seguimos a “manada” na hora de empreendermos. Os conceitos, as pesquisas de potencial de mercado e uma série de outras assertivas ferramentas para auxiliar no momento de elaborar um plano de negócio, passam para segundo plano quando existe aquela euforia e até mesmo ansiedade de surfar uma onda que muitas vezes já se transformou em marola.

Somos bombardeados por negócios que abrem e fecham mais rapidamente do que o tempo que levam para providenciar a documentação nas juntas comerciais.

Esteja mais seguro no momento de investir seu tempo e recursos economizados ao longo de anos. Não seja precipitado, tampouco influenciado por projetos que não possuem a consistência e estudos adequados para lhe conferir mais segurança no momento de empreender. Procure ajuda e não tenha receio em demonstrar suas dificuldades, pois se você não fizer antes, certamente elas serão potencializadas futuramente.

Roberto Vilela é consultor empresarial e especialista nas áreas de recrutamento de profissionais e estratégias comerciais. Em 2000 fundou, junto com Berenice Cristina Buerger, a Mega Empresarial.

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.