Olé na concorrência

Alexsandro Vanin 11/09/2012
Alexsandro Vanin 11/09/2012

A seleção brasileira de futebol já está em preparação para a Copa do Mundo da Fifa 2014. E você e sua empresa, já entraram em treinamento? Motivado pelo 8X0 aplicado na seleção chinesa, ontem (10/09), publico aqui o editorial da edição 213 da Revista Empreendedor. Inspire-se e esteja preparado para dar um olé não apenas nos competidores fracos, mas em toda a concorrência:

Inovação e criatividade são fundamentais para qualquer negócio, a qualquer época. Sem elas, não há competitividade. Mas é ainda mais crucial diante de megaeventos desportivos, principalmente a Copa do Mundo da Fifa 2014 e as Olimpíadas do Rio em 2016, que atrairão milhares de turistas e a atenção de todo o mundo, mobilizando a circulação de investimentos públicos e privados que devem deixar um legado favorável à sociedade e aos negócios. São milhares de oportunidades, e é preciso estar preparado para aproveitá-las, lucrando não apenas durante os eventos mas também depois. E quem estiver pronto vai colher vitórias antes mesmo dos jogos começarem.

Com o aumento significativo da demanda garantido, não há momento melhor – e mais necessário – para se investir em inovação. Para dar um olé na concorrência e ganhar clientes, é preciso desenvolver e aplicar tecnologias que acelerem os processos sem que haja perda de qualidade – e que preferencialmente levem a uma melhoria dos produtos e serviços. Isso vale tanto para as empresas quanto para a organização dos eventos e a infraestrutura voltada a eles. E o poder público brasileiro também não pode perder esta oportunidade de fomentar negócios inovadores, criativos e rentáveis e a cultura de melhoria e inovação constante. Este é um dos objetivos do Programa 14Bis, do Ministério dos Esportes, que tem como lema “Como encantar, surpreender e emocionar o mundo em 2014 e 2016?”. Quase dois anos após seu lançamento, no entanto, o programa mal saiu do plano de voo e corre o risco de não decolar. Vamos torcer para que eles tenham tempo de entrar em jogo.

Quem já entrou firme na preparação é o Sebrae. Com o Programa Sebrae 2014, a instituição já colocou em treinamento 2 mil empresas e espera triplicar este número, para que os micro e pequenos empreendedores consigam participar de pelo menos 25% das oportunidades de negócio geradas pela Copa. O objetivo, no entanto, vai além disso. Estimulados por estas oportunidades, os empresários devem sanar defi ciências para que possam melhorar seus produtos e serviços e conquistar sustentabilidade econômica para seus negócios.

Não perca tempo. No próximo ano já teremos a Copa das Confederações. Leve seus funcionários para a concentração, inicie os treinamentos e fique aquecido para entrar no jogo quando a oportunidade surgir. Você precisa fazer bonito, pois ela pode ser única – e bilhões de pessoas estarão de olho.

E não deixe de conferir as reportagens da edição 213 da Empreendedor que tratam do tema:

Copa e Olimpíadas são oportunidades de ouro para pequenos negócios

Empresa de medicina diagnóstica e esportiva aposta em projetos inovadores

Empresa cria equipamento para auxiliar na segurança nacional durante eventos esportivos

Cultura de aprimoramento constante nos serviços é legado da Copa

1 Comentário

  • Saulo G.17 de junho de 2014

    Acredito que investir na hora certa é uma ação que pode mudar o futuro de um empreendimento, a maior dificuldade talvez seja saber quando essa oportunidade está aberta.

    No link abaixo, preparei algumas dicas gratuitas para colaborar com micro-empreendedores:
    * http://ad.trwv.net/t.pl/77288/360311

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.