Importar ou exportar podem fazer pequenos e médios negócios crescerem

Especialista em comércio exterior destaca que o tamanho da empresa não é impeditivo para que as estratégias envolvam o mercado internacional

Redação 16/05/2017
Redação 16/05/2017

Quando imaginam a possibilidade de exportar o seu produto ou ampliar o mix com a importação de novas mercadorias, boa parte dos empresários já cogitam logo a burocracia envolvida neste processo e desistem. Se forem pequenos ou médios, a chance disso acontecer é ainda maior. De acordo com a especialista em Comércio Exterior e diretora da UP Comex, Erica Debossan Reinert, esta realidade é reflexo de um tempo em que o mercado internacional era restrito à grandes marcas. E isso mudou.

“Com o dinamismo que a globalização e a conexão remota trouxeram para a realidade das importações ou exportações, ficou mais fácil buscar mercados, negociar prazos e ampliar as possibilidades de rentabilidade para todo o globo”, comenta ela. Na carteira da UP Comex, já existem PMEs que importaram equipamentos e matérias-primas com condições e tecnologia superiores à nacionais e também marcas que estão enviando seus produtos para fora em pequenos volumes.

Outro ponto fundamental apontado por Erica é a possibilidade de outsourcing comercial. “Mesmo que o empresário não se sinta preparado para buscar compradores ou vendedores aderentes à sua realidade fora do Brasil, já é possível contar com esse serviço e terceirizar essa procura através de trades como a UP Comex”, diz.

Comex Fácil: uma consultoria voltada para as PMEs
A confiança de Erica nas possibilidades do comércio internacional para as pequenas e médias empresas é tanta, que a empresa que ela dirige criou um serviço exclusivo para este segmento. Chama-se Comex Fácil e é uma consultoria que auxilia as PMEs em todos os âmbitos: desde a validação da documentação necessária, até os cadastramentos obrigatórios, passando ainda pelo planejamento tributário e pela busca de compradores ou vendedores fora do país.

“Nós percebemos que a falta de informação afasta o empresariado que está em ascensão do comércio exterior e criamos o Comex Fácil para tentar reduzir esse distanciamento. Está funcionando e temos alguns cases de resultados interessantes que estão tramitando”, finaliza a empresária

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.