Empreender com um propósito é o caminho para alcançar o sucesso

Ter consciência sobre o motivo de fazer o que se faz é fundamental para crescer, diz coach da Effecta Coaching, Simone Barreto

Redação 07/06/2017
Redação 07/06/2017

Você sabia que a cada 10 brasileiros, quatro são empreendedores ou estão envolvidos com algum tipo de negócio? Os números são de uma pesquisa realizada pela Global Entrepreneurship Monitor (GEM) em parceria com o Sebrae. O mesmo estudo revela que a taxa de empreendedorismo no Brasil foi de 39,3% em 2015, o maior desde 2002, quando o país atingiu o índice de 20,9% quanto ao número de empresas em funcionamento. O número já era alto em comparação com outros países, principalmente aqueles que possuem as maiores economias do mundo.

Em tempos de crise, empreender pode parecer uma saída. Só que tocar o próprio negócio é um desafio e tanto, não só para quem está começando. A tarefa é árdua. E fica ainda mais difícil para quem não tem um propósito definido. “Encontrando um propósito, a vida e o negócio ganham força e sentido. Ficamos mais motivados”, analisa a coach da Effecta Coaching, Simone Barreto.

A especialista começa a ministrar em Junho o treinamento Empreendedor por Propósito: a transição para um empresário de sucesso.  “Em dez encontros, vamos receber donos e sócios de pequenas e microempresas que queiram se desenvolver e devolver o seu negócio. Vamos discutir o tema e conhecer ferramentas para identificar e seguir o propósito de cada um”, explica. Enquanto o treinamento não começa, a coach adianta algumas dicas:

Antes de saber sobre o negócio, saiba mais sobre você

Empreendedor, na grande maioria das vezes, sabe sobre o serviço ou o produto, mas pouco sobre negócios realmente, e também pouco sobre si mesmo. O autoconhecimento é fundamental porque só se conhecendo bem é possível identificar limitações e habilidades. E isso vai impactar totalmente no seu negócio.

Entender de negócios, entender-se empresário

Normalmente, o empreendedor entende muito sobre seu produto/serviço. Porém, pouco sobre negócios, sobre o funcionamento de uma empresa como um todo. Falta entender de Gestão Empresarial, falta conhecimento empresarial e sobra boa vontade, gerando tomadas de decisões, muitas vezes, impulsivas e errôneas.

Não fazer qualquer coisa a qualquer custo

Prestar serviços que estão fora do escopo, conceder descontos além dos viáveis, fazer parcerias improdutivas, contratar fornecedores às pressas, tentar atender clientes que estão fora do público-alvo em função do baixo faturamento, dentre tantos outros “deslizes”, são atitudes que podem (e devem) ser evitadas. Mesmo no início do empreendimento.

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.