A tecnologia na corrupção brasileira

Sistema de inteligência criado pela Dígitro auxilia agentes públicos a recuperar R$ 44 bilhões só da operação Lava Jato

Acari Amorim 18/05/2018
Acari Amorim 18/05/2018

A edição de maio da revista e do portal Empreendedor aborda um dos temas mais comentados nos últimos anos: a Lava Jato, a monstruosa operação anticorrupção que vem sendo executada em todo o país. Mas aborda por um ângulo diferente: a inovação, a tecnologia que permitiu realizar essa ampla investigação.

Essa operação só foi possível com o sofisticado e inovador sistema de escuta telefônica criado pela empresa catarinense Dígitro que vai resultar na volta aos cofres públicos de nada menos do que R$ 44 bilhões.

A Dígitro, que completou 40 anos, tem uma trajetória de inovação tecnológica. Essa mesma empresa criou, em 1999, o despertador pelo telefone. Hoje, cada pessoa, pode programar pelo celular a hora que quer despertar. Mas antes, só em São Paulo, 400 moças ficavam de plantão a noite inteira ligando para casa de quem tinha pedido, um dia antes, para ser despertado.

Conheça a Dígitro, uma empresa que nasceu e até hoje busca diferentes inovações tecnológicas, tema sempre presente na revista e no portal Empreendedor.

Acesse a reportagem completa.

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.