Última edição Edição 262 January 2017 Assine

Abrapa aponta para queda de 13% na safra de algodão no Brasil

redacao 18/07/2011
redacao 18/07/2011

A Associação Brasileira dos Produtores de Algodão (Abrapa) informou hoje ao Valor que a safra no Brasil será de 1,75 milhão de toneladas, 13% menos do que as previsões iniciais que apontavam para uma colheita de 2,020 milhões de toneladas.

De acordo com o presidente da Abrapa, Sérgio de Marco, o clima desfavorável (falta de chuvas desde o mês de abril) afetou o desenvolvimento da planta não só no Estado de Mato Grosso, que é o maior produtor nacional da fibra, mas em todos as regiões produtoras. Na Bahia e em Goiás a quebra ficará entre 8% e 10%, segundo de Marco. Em Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, a queda é de 15%.

Preocupado com a queda brusca de preços do algodão no país, o presidente da Abrapa afirma que, por conta dessa quebra pode haver um pequeno aperto na relação entre oferta e demanda da pluma no país. Isso porque, segundo ele, já estão vendidos para exportação 800 mil toneladas da commodity e, a previsão da Abrapa é de que a indústria nacional consuma cerca de 1 milhão de toneladas. “Não temos praticamente estoques no país e nem no mundo”, diz de Marco.

A colheita da safra está atrasada e, neste momento, chega a 20% ou 25% da área plantada no país, quando na média das últimas safras, esse percentual teria de estar por volta de 30%, segundo de Marco. De acordo com a Conab, a área plantada com algodão no Brasil foi de 1,39 milhão de hectares nesta safra 2010/11, 66% maior do que o realizado na temporada anterior.

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.