Empreendedor - negócio criativos, inovadores e rentáveis

EMP 261 site Última edição Edição 261 December 2016 Assine

Agricultores familiares recebem incentivo para produção agroecológica, conquistam consumidores e aumentam renda

redacao 04/11/2011
redacao 04/11/2011

Agricultores familiares recebem incentivo para produção agroecológica, conquistam consumidores e aumentam renda no campo

Até quatro meses atrás, a vida financeira do casal Sandra Regina de Sousa Gusson, 41 anos, e Antônio Dornelas Gusson, 44, dependia exclusivamente do leite tirado das 12 vacas da propriedade deles, em Catalão (GO). A renda familiar no Sítio Recantos dos Ipês ficava em torno de R$ 2 mil mensais, fruto do comércio de aproximados 100 litros de leite por dia. Um desafio para Sandra e Antônio, que há sete anos tiveram Leonardo, seu primeiro filho.

Agora, o casal agregou outros produtos aos frutos da terra e comemora o resultado. As hortaliças chegaram para melhorar o dia a dia no campo. Em 120 dias, o cultivo de verduras, legumes e frutas, por meio da Produção Agroecológica Integrada Sustentável (Pais), Sandra e Antônio aumentou a renda da família em cerca de R$ 1 mil. O dinheiro vem das vendas das vendas na Feira do Sítio, a primeira feira de produtos agrícolas sem o uso de agrotóxicos de Catalão. Toda a produção do Sítio Recanto dos Ipês é vendida na feira, às sextas-feiras, das 17h às 21h, na Praça das Bandeiras, na Vila União, em Catalão. Segundo Antônio, a procura pelos cultivares agroecológicos do casal é tanta, que a família já comercializa seus produtos também em feira dominical na cidade.

Padronizada por 30 barracas de 9m² cada, de cor verde, a Feira do Sítio tem o apoio da prefeitura de Catalão, que promoveu a regulamentação e documentação para o seu funcionamento. O secretário municipal de Indústria, Comércio e Turismo, Nílson João da Silva, ressalta que a feira é a única na cidade totalmente agroecológica. “Temos outras quatro feiras na cidade, mas essa produz desenvolvimento sustentável”, destacou.

“No quintal de casa, podemos produzir mais e aumentar ganhos”, explica Sandra. O espaço da Unidade Familiar de Produção Agrícola Sustentável (Ufpa) do casal Gusson possui 2,5 hectares, onde, além de hortaliças, Sandra e Antônio cuidam da plantação de mandioca, milho, banana e pimenta. “Plantamos 20 variedades”, destaca a produtora.

Sandra aponta o Projeto Tempo de Empreender Goiás, do Sebrae em Goiás, uma parceria com o Instituto Camargo Corrêa, como “o abridor de portas para a agricultura familiar na região”. Para ela, o trabalho dos consultores trouxe incentivo à produção, por meio de aprendizagem e assistência técnica. “Fizemos todos os cursos e participamos de palestras sobre associativismo durante dois meses”, lembra.

O Tempo de Empreender Goiás foi criado em 2008 e, atualmente, atende cerca de 220 famílias no estado. Segundo o gestor da iniciativa em Catalão, Victor Antônio Costa, 87 famílias são beneficiadas no município com como Atendimento ao Consumidor, De Olho da Qualidade e Apresentação Visual de Feirantes. Segundo ele, o Tempo de Empreender propiciou a instalação de 25 unidades da tecnologia Pais nos municípios de Catalão, Davinópolis e Campo Alegre.
 

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.