Empreendedor - negócio criativos, inovadores e rentáveis

EMP 261 site Última edição Edição 261 December 2016 Assine

Apas: vendas de ovos de Páscoa devem crescer 10%

redacao 02/03/2012
redacao 02/03/2012

 As vendas de ovos de chocolate devem crescer 10% em termos reais, já descontada a inflação, na Páscoa deste ano em relação à mesma data do ano passado, segundo levantamento divulgado hoje pela Associação Paulista de Supermercados (Apas). O crescimento das vendas deve ser puxado, principalmente, pelos consumidores da classe C, que nos últimos anos vêm ampliando seu poder de compra.

A Apas ressaltou que a proximidade da Páscoa já se reflete nos preços do produto. De acordo com o índice de preços nos supermercados, medido pela associação, nos últimos doze meses o preço do chocolate registrou queda de 4,23%. No entanto, em janeiro, este indicador apresentou alta de 0,63%. A expectativa é por um aumento nos preços do produto conforme a data se aproxime, diz a entidade.

A estimativa de fornecedores consultados pelo departamento de economia da Apas é de que os preços fiquem, em média, 9% mais caros este ano em relação ao ano passado. "A alta deve ser influenciada pelo reajustes de preços dos insumos para produção dos ovos de Páscoa, principalmente o açúcar, a energia elétrica e a mão de obra", afirmou a Apas, em comunicado.

Além de chocolates, outros itens devem ganhar representatividade na área de vendas dos supermercados nesta Páscoa. Entre eles, os pescados em geral, com um maior volume de vendas de bacalhau, de sardinha e de pescada branca. Entre os acompanhamentos, o destaque deve ficar por conta dos vinhos e dos azeites, com expectativa de crescimento de 9% nas vendas.

Temporários

Para esta Páscoa, levantamento do Instituto de Pesquisa Manager (Ipema), feito a pedido da Associação Brasileira das Empresas de Serviços Terceirizáveis e de Trabalho Temporário (Asserttem) e do Sindicato das Empresas de Prestação de Serviços Terceirizáveis e de Trabalho Temporário do Estado de São Paulo (Sindeprestem), prevê um aumento de 2% no total de contratações temporárias em relação ao ano passado.

No total, devem ser admitidas, temporariamente, 71,5 mil pessoas no País para atuarem na indústria e no varejo este ano, segundo o estudo. A expectativa é de que 12% destes trabalhadores sejam efetivados após o domingo de Páscoa, que neste ano ocorre no dia 8 de abril. No ano passado, foram contratados 70,1 mil trabalhadores temporários, dos quais 25% foram efetivados.

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.