Arrecadação semestral do IOF cresce R$ 5,9 bi

redacao 10/12/2009
redacao 10/12/2009

O governo aumentou as alíquotas do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) e já conseguiu no primeiro semestre aumentar em R$ 5,91 bilhões a arrecadação do tributo, em comparação ao mesmo período de 2007. O crescimento da arrecadação no ano mostra um dinamismo maior do que a previsão de R$ 8,5 bilhões de aumento da receita do IOF em 2008 por conta da elevação das alíquotas, que começou a vigorar em janeiro e foi adotada para compensar o fim da CPMF.

Dados da Receita Federal divulgados hoje mostram que a arrecadação do IOF nos primeiros seis meses do ano foi de R$ 9,819 bilhões, ante R$ 3,905 bilhões em igual período do ano passado. O secretário da Receita Federal, Jorge Rachid, atribuiu o aumento da arrecadação maior do que as previsões ao crescimento mais acelerado do crédito, principalmente até maio. "Ao fazermos as previsões, trabalhamos com um cenário que mudou", justificou.

Segundo Rachid, a expansão do crédito foi mais expressiva do que previa a Receita no início do ano. Destacou que as operações de crédito tiveram um crescimento de 33,4% para as pessoas físicas e 36,26% para as pessoas jurídicas.

O secretário da Receita evitou comentar novas projeções com base na mudança de cenário econômico e no fato de que a expectativa do governo era de que o IOF maior implicasse redução das operações de crédito. "O que estamos analisando aqui são os resultados. Vamos esperar a evolução", disse. Rachid destacou que o IOF é um tributo com função regulatória e não arrecadatória, embora no início do ano o governo tenha elevado sua alíquota para compensar as perdas de receita com o fim da CPMF.

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.