Última edição Edição 263 March 2017 Assine

Avanço dos preços reduz confiança do consumidor, aponta Fecomercio

redacao 10/12/2009
redacao 10/12/2009

O Índice de Confiança do Consumidor (ICC), medido pela Federação do Comércio do Estado de São Paulo (Fecomercio), caiu 8% em julho, atingindo a marca de 131,5 pontos. É a maior queda desde setembro de 2005, quando a taxa recuou 13%, registrando 109,5 pontos.

De acordo com a metodologia de avaliação da Fecomercio, o ICC segue uma escala de zero a 200, e toda vez que atinge um número abaixo de 100 demonstra pessimismo.

De acordo com a Fecomercio, as mulheres foram as que se apresentaram com maior pessimismo ao lado das faixas de renda abaixo de 10 salários mínimos, com índices de 11,2% (126,1 pontos) e 8,7% (127 pontos), respectivamente.

O Índice de Expectativas do Consumidor (IEC), que mede a confiança futura, teve queda de 8%, registrando 125,7 pontos.

De acordo com a análise técnica da Fecomercio, essa pontuação sinaliza “que os consumidores não acreditam na melhoria do atual cenário de altas nos preços, pelo menos a médio prazo”.

Em outra pesquisa da entidade, a do Índice de Preços no Varejo (IPV), foi constatado alta de 1,25%, a segunda maior variação do ano. Até agora a maior taxa foi de 1,46%, registrada em maio.

Os preços apurados em açougues indicam aumento de 8,65%, em supermercados (2,67%) e em padarias, 0,88%.

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.