Empreendedor - negócio criativos, inovadores e rentáveis

EMP 261 site Última edição Edição 261 December 2016 Assine

BNDES começa a divulgar informações sobre investimentos em empresas

Segundo a diretora da Área de Mercado de Capitais, Eliane Lustosa, o objetivo é aumentar a transparência dos investimentos, feitos com dinheiro público

Redação 27/12/2016
demanda-por-crédito
Redação 27/12/2016

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) começou a divulgar nesta semana informações completas sobre os investimentos de sua carteira de renda variável da BNDESPar, subsidiária do banco para participações em empresas privadas. Os dados abrangem dez anos, entre 2007 a 2016.

Segundo a diretora da Área de Mercado de Capitais, Eliane Lustosa, o objetivo é aumentar a transparência dos investimentos, feitos com dinheiro público.

“Esta é mais uma etapa de transparência, de prestar contas à sociedade, das suas atividades. Era um projeto que estava em andamento aqui no banco e que agora estamos colocando no ar as operações de renda variável. Já tem as informações de renda fixa e vamos acrescentar nossas participações acionárias”, disse Eliane em entrevista por teleconferência.

Os dados incluem informações inéditas e consolidadas referentes a 408 operações e investimentos de R$ 66 bilhões no período. A BNDESPar é atualmente o maior investidor institucional do país, com uma carteira de mais de R$ 85 bilhões. Os investimentos, no entanto, vêm caindo nos últimos anos, principalmente por causa da crise econômica. Os desembolsos chegaram a R$ 31 bilhões em 2010, quando houve uma operação de aumento de capital na Petrobras, mas despencaram para R$ 2,9 bilhões em 2011 e R$ 2,3 bilhões em 2012, chegando em 2016 a pouco mais de R$ 545 milhões.

A diretora destacou que os investimentos não visam apenas o lucro financeiro, mas também levam em conta aspectos sociais. Muitas vezes, o BNDES entra em uma empresa, participa de seu amadurecimento e depois vende sua participação. Segundo Eliane, houve uma mudança conceitual nos investimentos do banco entre o governo da ex-presidenta Dilma Rousseff e o atual, do presidente Michel Temer.

“O que eu diria de diferente, da gestão anterior para a atual, é esta visão mais ativista no mercado de capitais. É nosso dever – e esta é uma visão da atual gestão do banco – sermos mais ativos nas participações acionárias que nós temos, seja nas assembleias ou nos conselhos de administração. Buscando incentivar o mercado de capitais, sendo mais vocais”, analisou.

“Temos um papel muito importante a cumprir no mercado. Tivemos uma ampla discussão interna e a percepção é que nós vamos induzir as melhoras não tanto pelo volume de recursos aplicados nas empresas, mas principalmente pela coordenação, integração e atuação nas falhas de mercado que vão nos trazer os investidores privados”, acrescentou a diretora.

Setores

Nos dez anos retratados nos dados disponibilizados hoje, os setores que mais receberam aportes via BNDESPar foram petróleo e gás, com R$ 25,1 bilhões, ou 38,1% do total; alimentos e bebidas, R$ 12,7 bilhões (19,3%); papel e celulose, R$ 4,5 bilhões (6,8%) e sucroalcooleiro, R$ 3,5 bilhões (5,3%).

A lista das empresas nas quais a BNDESPar investe pode ser acessada no site do banco, no link Transparência.

 

 

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.