Última edição Edição 262 January 2017 Assine

Brasil atinge ponto de viragem e voltará a crescer

redacao 10/05/2012
redacao 10/05/2012

Pesquisa da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico mostra que boa parte dos países desenvolvidos deverá ter um crescimento mais forte nos próximos meses

Boa parte dos países desenvolvidos deverá ter um crescimento mais forte nos próximos meses, segundo uma pesquisa da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE). Os indicadores antecedentes calculados pela entidade também apontaram que a economia do Brasil atingiu um ponto de viragem e começará a crescer mais nos próximos meses.

A OCDE informou que o indicador antecedente da atividade dos 34 países membros do grupo subiu para 100,5 em março, de 100,4 em fevereiro, o quinto aumento mensal seguido. A recuperação provavelmente será liderada por EUA e Japão, já que o indicador dos EUA subiu de 101,1 para 101,3, no sexto avanço seguido, e o do Japão aumentou de 100,9 para 101,1.

Os indicadores antecedentes da França e da Itália caíram de 99,7 para 99,6 e de 99,3 para 99,2, respectivamente, e, segundo a OCDE, indicam uma atividade ainda lenta. A medida para a Alemanha permaneceu em 99,3 e foi considerada pela OCDE como abaixo da tendência de longo prazo.

Entre os países em desenvolvimento, o indicador antecedente da China subiu de 100,3 para 100,4, e o da Rússia recuou de 101,3 para 101,2, e sugerem uma recuperação do ritmo da atividade, segundo a OCDE. A organização acredita que Brasil e Índia atingiram um ponto de viragem e deverão crescer mais fortemente nos próximos meses. O indicador antecedente do Brasil aumentou de 98,4 para 98,7 e o da Índia avançou de 98,7 para 98,9.

Os indicadores antecedentes da OCDE fornecem sinais iniciais de pontos de viragem entre a expansão e a desaceleração da atividade econômica e são baseados em diversos dados.

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.