Última edição Edição 262 January 2017 Assine

Brasil exportou US$ 4,29 milhões em mel no mês de junho

redacao 10/12/2009
redacao 10/12/2009

As exportações brasileiras de mel continuam em alta. No mês de junho, o País alcançou o valor de US$ 4,29 milhões, o maior dos últimos quatro anos. Esse montante também representa um crescimento de 3,3% em relação aos resultados do mês de maio. Quando comparado com o mês de junho do ano passado, o desempenho das exportações de mel é mais positivo, com incrementos de 129,95% em valor e de 41,57% em peso.

No entanto, as quantidades exportadas (1,66 mil toneladas) em junho tiveram uma ligeira redução de 1,2% na comparação com o mês anterior. Em compensação, o preço médio do mel exportado (US$ 2,58/Kg) foi recorde e vem acumulando altas sucessivas ao longo do ano.

O balanço das exportações de mel no primeiro semestre do ano também permanece favorável. De janeiro a junho deste ano, a receita das exportações atingiu US$ 18,29 milhões, um crescimento de 70,11% na comparação com o primeiro semestre de 2007. Além disso, foi registrada a comercialização de 8,18 toneladas, com aumento de 19,05% no período.

Os dados constam de levantamento consolidado pelos consultores da Unidade de Agronegócios do Sebrae e coordenadores nacionais da Rede Apicultura Integrada Sustentável (Rede Apis), Reginaldo Resende e Lázara de Fátima Borges. A referência é o Sistema de Análise das Informações de Comércio Exterior via Internet (Alice-Web) da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior.

@@@

Estados

São Paulo foi o maior estado exportador de mel no primeiro semestre do ano, com o valor de US$ 5,872 milhões. Na seqüência, vem Ceará (US$ 2,971 milhões), Paraná (US$ 2,825 milhões), Rio Grande do Sul (US$ 2,820 milhões), Piauí (US$ 2,172 milhões), Santa Catarina (US$ 627,8 mil), Rio Grande do Norte (US$ 365,2 mil), Minas Gerais (US$ 285,1 mil) e Maranhão (US$ 187,9 mil).

Cerca de três meses após a suspensão do embargo e após mais de dois anos fora do mercado europeu, o País volta a diversificar o destino das exportações. “Finalmente conseguimos retomar a exportação de nossos produtos para a Europa. A primeira venda foi realizada em junho, com o embarque de 41,7 toneladas de mel para a Alemanha”, explica o coordenador Reginaldo Resende.

Mesmo assim, o principal destino das exportações de mel do País continuou sendo o mercado americano, que importou US$ 3,62 milhões de mel brasileiro. O valor representa 84% do total comercializado pelo Brasil com o mercado externo. Além disso, esse montante representa um aumento de mais de 109% no valor das exportações de mel do Brasil para os Estados Unidos, em junho deste ano na comparação com o mesmo período de 2007.

No primeiro semestre do ano, o mercado americano importou US$ 16,06 milhões, o equivalente a 7,22 toneladas de mel. Em junho, o Canadá foi o responsável pelo melhor preço pago pelo mel brasileiro (US$ 3,04/Kg).

Cenário

A tendência das exportações de mel para os próximos meses é a de manutenção desse desempenho favorável. “O retorno da exportação para a Europa e um ‘vazio de oferta’ de mel no mercado internacional em função das quedas de produção nos principais países produtores são fatores que confirmam essa tendência”, explica Reginaldo.

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.