Fintech lança cartão de crédito pré-pago para quem não tem conta em banco

Recurso da Asaas pode ser solicitado por microempreendedores, pequenos empresários e até por quem está com o nome negativado

Redação 16/03/2018
Redação 16/03/2018

Um novo cartão de crédito começa a circular no Brasil a partir de agora. Voltado para quem não tem conta em banco, é microempreendedor ou está com o nome inscrito em cadastros de proteção, o recurso foi lançado pela fintech Asaas — startup voltada para o mercado financeiro — que desenvolveu um sistema completo de gestão de pagamentos e emissão de boletos para MEIs e pequenas empresas.

O cartão de crédito é pré-pago e pode receber recargas de até R$ 10 mil por mês pela própria plataforma. Ele pode ser usado para pagar compras pessoais ou do negócio e ser gerenciado via aplicativo de celular. Com bandeira Mastercard, o cartão é aceito em todo o Brasil e fora do país, não tem mensalidade para quem movimentar mais de R$ 1,2 mil por mês e permite saques em dinheiro na rede de caixas eletrônicos 24 horas.

A fintech de Joinville espera emitir cerca de 8,5 mil cartões de crédito até o final do ano. Muitos dos que já estão em circulação vêm sendo utilizados para melhorar a gestão do caixa dos pequenos e médios negócios. Segundo o CEO e cofundador da Asaas, Piero Contezini, a ideia é que os empreendedores associem vários cartões à conta da empresa para agilizar pequenas despesas.

Alguém que tenha uma frota pode, por exemplo, solicitar um cartão para cada veículo e carregá-lo com o valor mensal a ser gasto com combustível. “Temos um case parecido: um usuário da plataforma do ramo náutico solicitou vários cartões que ficam com os técnicos responsáveis pelos barcos, que têm a pré-autorização para utilizar o dinheiro para a manutenção das embarcações”, explica Piero.

Da mesma forma, Piero complementa que os cartões podem ajudar a administrar até a folha de pagamento dos funcionários, que conseguem efetuar saques em dinheiro em qualquer terminal bancário eletrônico.

Cada cartão de crédito pré-pago custa R$ 20 para ser emitido. Se o usuário movimentar mais de R$ 1,2 mil por mês, não há nenhuma cobrança periódica.

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.