Certificação digital garante segurança para compras pela internet

redacao 10/12/2009
redacao 10/12/2009

A Receita Federal, em parceria com o ITI (Instituto Nacional de Tecnologia da Informação) e o Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), anunciou o lançamento nesta quarta-feira (9) do Programa Nacional de Disseminação da Certificação Digital. A ampliação do uso dessas certificações deve favorecer a segurança e o crescimento do comércio eletrônico, beneficiando o consumidor que procura esse tipo de transação.

O programa tem o objetivo de permitir a 3,5 milhões de micro e pequenas empresas a utilização do e-CPF Simples, um documento eletrônico capaz de identificar pessoas e empresas em ambiente digital, utilizando tecnologia que garante sigilo e autenticidade das informações. Por meio da ferramenta, empresas podem realizar negócios pela internet de forma segura e com privacidade.

Outras vantagens

Segundo Donizetti Rodrigues, coordenador geral substituto da Coordenação Geral de Tecnologia da Informação da Receita Federal, a utilização do e-CPF proporcionará diminuição dos custos e do tempo para resolver situações do dia-a-dia, como consulta e acompanhamento da situação fiscal de pessoas físicas e jurídicas, parcelamento eletrônico online de débitos de pessoas físicas, dentre outras.

Além disso, o fato de o e-CPF ser oferecido com um baixo custo inicial – R$ 155 -, pode estimular sua utilização, sem representar um repasse significante aos clientes de empresas que aderirem à certificação.

Segurança ao consumidor

A identificação digital por meio do e-CPF trará maior segurança para correntistas de bancos que acessam suas contas via internet. Além disso, o comério eletrônico torna-se mais confiável, garantindo ao consumidor o sigilo de dados como números de cartão de crédito, CPF e outros documentos, e também a autenticidade do site em que está navegando.

Donizetti estima que o volume do comércio pela internet deve aumentar, em função dessa maior segurança. "As pessoas têm medo de comprar pela internet, e o aumento do uso das certificações digitais é um passo a mais para que esse quadro seja modificado", explica o coordenador.

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.