Com aumento do dólar, exportação de software ajuda a segurar as contas no país

Empresas que exportam tecnologia aumentam o seu faturamento e se tornam mais competitivas no mercado externo

Redação 15/06/2018
Redação 15/06/2018

Na primeira semana de junho a disparada do dólar assustou o mercado brasileiro. A moeda americana alcançou o valor de R$3,96 — a maior alta intradia em dois anos. Por mais que a situação tenha sido amenizada, o clima de incerteza permanece e especialistas continuam pessimistas. A instabilidade prejudica diversos mercados e o aumento do dólar eleva o custo de produção de diferentes produtos. O setor de exportação de software faz um contraponto nesse cenário, trazendo riqueza ao país para balancear as contas.

A cadeia produtiva da produção de software depende de mão-de-obra e da internet,  fatores não condicionados ao dólar, sendo assim, não há prejuízo na fase de programação. Com o aumento da moeda americana, cresce o montante arrecadado por essas empresas com a venda de seus produtos. Victor Oliveira, CEO da Cheesecake Labs, empresa que desenvolve software e aplicativos sob medida e que tem 70% dos seus clientes fora do país, apresenta mais um motivo para o crescimento do faturamento nesse período: “ com a moeda americana valorizada, os desenvolvedores conseguem aumentar a margem e, se fizer sentido para a estratégia comercial, baixar o preço das soluções, tornando-as mais competitivas no mercado estrangeiro”.

A entrada desse maior volume de capital no país ajuda a equilibrar as contas nacionais. O mercado de software teve um total de investimento no ano passado, de acordo com uma pesquisa da Associação Brasileira das Empresas de Software (ABES), de  US$8,2 bilhões. Os dados mais recentes mostram que o valor estimado de arrecadação com a exportação de software é de US$177 milhões. “A maior parte dos setores econômicos sofrem com o aumento do dólar, nesse contexto ter a perspectiva de que uma área relevante possa ajudar a capitalizar o país é enxergar uma saída concreta. Em um ambiente inconstante, o setor de exportação de software ajuda de uma forma sustentável e estável a segurar as contas do país”, conclui Victor.

 

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.