Última edição Edição 262 January 2017 Assine

Com auxílio do Sebrae e da Finep, pequenas empresas desenvolvem inovação

redacao 10/12/2009
redacao 10/12/2009

Destinar recursos financeiros a projetos de inovação e difusão tecnológica das micro e pequenas empresas. Foi com essa proposta que o Sebrae e a Finep (Financiadora de Estudos e Projetos), órgão vinculado ao MCT (Ministério de Ciência e Tecnologia), lançaram um edital há três anos.

Somente do Paraná, quatro projetos foram contemplados pela chamada pública e o total de recursos liberados para os convênios chegou a R$ 1,4 milhão, de acordo com informações da Agência Sebrae.

Inovação: questão de sobrevivência
Na avaliação do consultor do Sebrae no Paraná, Aloísio Aleixo Pereira Cerqueira, a inovação é uma questão de sobrevivência para micro e pequenas empresas, em um mercado cada dia mais competitivo.

"Não basta ser bom no que a empresa faz hoje. É preciso ser melhor, pensar além, pensar distante, estar antenado com o futuro e sustentabilidade. Buscar a melhoria contínua incansavelmente deve ser o desafio dos empresários de micro e pequenas empresas", assinala ele.

Projetos beneficiados
Um dos projetos beneficiados se tratava de um chip para o rastreamento de bovinos, idéia inovadora compartilhada por três empresas. Com recurso de R$ 300 mil, o projeto do ‘chip-boi’ foi desenvolvido e hoje é uma realidade, um produto que agrega alto grau de inovação.

O monitoramento da criação de bovinos para controlar a situação do rebanho brasileiro, estimado em cerca de 200 milhões de cabeças, foi uma necessidade que o governo federal identificou para manter as exportações de carne para os mercados internacionais. Garantir a procedência e a qualidade do produto é fator determinante para continuar realizando negócios com países da União Européia, por exemplo.

Segundo Cerqueira, a iniciativa de disponibilizar, por meio de um edital, recursos para financiar projetos de inovação ou difusão tecnológica para MPEs é uma oportunidade aos pequenos negócios.

"O Sebrae e a Finep descobriram nos editais ou chamadas públicas a possibilidade de aproximar as ICTs (Instituições de Ciência e Tecnologia) das MPEs, por meio de expertise declarada no desenvolvimento de novas tecnologias e soluções inovadoras para problemas antigos e novos. O cenário é muito promissor para as empresas, que precisam estar antenadas a essas oportunidades".

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.