Comércio eletrônico fatura R$ 4,3 bi no Natal, 41% a mais que em 2012

redacao 26/12/2013
redacao 26/12/2013

De acordo com a E-bit (www.ebit.com.br), empresa especializada em informações do comércio eletrônico, as vendas do setor somaram um total de R$ 4,3 bilhões, do dia 15 de novembro até 24 de dezembro, período considerado de compras natalinas. A previsão inicial era de que o e-commerce nacional crescesse, nominalmente, 25%, em relação ao Natal passado, faturando R$ 3,85 bilhões. Mas as expectativas foram superadas e o segmento alcançou um crescimento nominal de 41%, se comparado ao ano anterior.

A Black Friday, no dia 29 de novembro, contribuiu para elevar os números do período. Na ocasião, o varejo online movimentou R$ 770 milhões, quebrando todos os recordes de faturamento em um único dia. Segundo Pedro Guasti, diretor geral da E-bit, os consumidores aproveitaram os descontos relacionados à data para antecipar a compra dos presentes. “A mudança no comportamento começou já no dia 28 de novembro, às 18h, Algumas lojas saíram na frente e disponibilizaram suas promoções mais cedo. A maior concentração de vendas foi na sexta, 29, mas o fim de semana também registrou alta e na segunda-feira, alguns comerciantes continuaram oferecendo preços mais baixos, na chamada Cyber Monday”, explica.

Nesse Natal, 10 milhões de pessoas compraram online. O número de pedidos feitos via internet chegou a 14,3 milhões e o tíquete médio ficou em R$ 300. A categoria mais vendida foi “Moda & Acessórios”, seguida por “Eletrodomésticos”, “Telefonia/Celulares”, “Livros” e “Informática”, respectivamente.

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.