Como as ferramentas digitais podem ajudar os pequenos negócios a venderem mais

Especialista em marketing ensina a utilizar a internet para aumentar a clientela e melhorar as vendas

Redação 05/12/2017
Mulher na frente de um computador, sugerindo que está administrando um pequeno negócio
Redação 05/12/2017

Já imaginou se todos pudessem encontrar o seu negócio no Google Maps? E se os clientes contratassem os seus serviços via WhatsApp? Apesar de muito disseminadas, as ferramentas digitais ainda são um mistério para a maioria dos pequenos empreendedores, que ainda não tem ideia de como a internet pode ser aliada na conquista de clientes e, consequentemente, para vender mais.

De fato, a dificuldade de formar clientela foi apontada como o principal desafio dos pequenos negócios, em pesquisa de âmbito nacional encomendada no 1º semestre de 2017 pela iZettle – fintech sueca com atuação no Brasil e em mais 11 países na área de serviços financeiros e soluções de pagamento.

O diretor de aquisição e engajamento da empresa, Rodrigo Lourenço, com 18 anos de experiência em marketing online, dá dicas de como utilizar a internet para vender mais.

1) Faça a sua empresa aparecer no Google Map

Nem todos sabem, mas o Google oferece uma ferramenta gratuita que disponibiliza as informações das empresas na página de pesquisa e no aplicativo de mapas. “Especialmente se você possui uma loja física, é primordial que cadastre o seu negócio no Google local”, aconselha Lourenço.

A ferramenta localizada no endereço www.google.com.br/meunegocio ainda permite que o empreendedor encontre novos clientes por meio de anúncios no Google ou em sua rede de parceiros. Dentro do Google Meu Negócio existe uma forma rápida e prática de começar a anunciar sem muito conhecimento técnico. Basta seguir o passo a passo online.

2) Dê um up no seu WhatsApp

Muitas pessoas ficam conectadas quase o dia todo no WhatsApp e as empresas têm aproveitado essa realidade para receber mensagens de clientes, como as pizzarias que aceitam pedidos via aplicativo. “É prático atender e aceitar pedidos pelo WhatsApp. Para que este canal funcione, contudo, é importante definir horário de atendimento e ter um telefone exclusivo”, orienta o especialista.

Ainda é preciso ter em mente que os clientes esperam agilidade na resposta do seu negócio, com o risco de não quererem mais o serviço e não o indicarem mais a conhecidos caso a demora seja grande. “Ninguém gosta de ser ignorado quando envia uma mensagem para contratar um serviço”, analisa Lourenço. Portanto, é preciso avaliar se vale a pena o tempo investido pelo empreendedor.

3) Mantenha atualizada e organizada a página no Facebook

Hoje em dia é cada vez mais comum criar páginas no Facebook para negócios, organizações, produtos, artistas, causas, entre outros. Entretanto, não basta apenas criar uma página para a sua empresa. “É preciso que o empreendedor esteja preparado para atualizá-la, responder mensagens e comentários e, eventualmente, ouvir críticas e encarar isso como sugestões para melhorar seu negócio”, diz o especialista.

Vale lembrar que, para obter um bom nível de engajamento na sua página, o compartilhamento dos posts é essencial. “O poder do boca a boca na internet é tão forte quanto fora dela. O compartilhamento do seu conteúdo ajuda a atingir potenciais novos clientes com o endosso dos consumidores satisfeitos atuais”, analisa.

Assim como o Google, o Facebook ainda permite a criação de anúncios para um público pré-definido. O investimento pode começar pequeno. A partir de R$50 já é possível anunciar. O próprio conteúdo da sua página pode servir de material para a publicidade, mas dedique tempo para escolher muito bem o público-alvo. Por exemplo, se você vende apenas presencialmente, é interessante selecionar um raio de publicação ao redor do seu endereço físico. Se você vende roupas para mulheres, pode selecionar exibir seus anúncios apenas para este público. Muitas opções de público-alvo estão disponíveis como: interesses e afinidades, cidades, estados, estado civil e até se essas pessoas curtem páginas de um concorrente.

4) Dê atenção também para o seu site

Muitos podem pensar que, com a popularização das redes sociais como Facebook e Twitter, os sites tornaram-se obsoletos e pouco acessados por possíveis clientes. Contudo, de acordo com Rodrigo Lourenço, a existência destes canais confere maior credibilidade ao negócio. “Quando um cliente encontra informações online sobre um produto ou marca, isso aumenta a confiança dele a respeito da empresa. Ter informações completas, verdadeiras e bem organizadas ajuda a convencer que seu negócio é seguro, sério e profissional”, aconselha o especialista da iZettle.

De acordo com Lourenço, é fundamental que o seu negócio tenha ao menos uma página simples própria na internet com fotos e descrição de seus produtos e serviços. “As pessoas gostam de saber mais sobre o que vão comprar ou contratar antes de fechar o negócio”, analisa. Mantenha todas as formas de contato disponíveis. Se você foi encontrado, nada melhor do que ser contatado e fechar uma nova venda na hora!

5) Diversifique canais e mantenha contato

Para o especialista em marketing e estratégia digital da iZettle, Rodrigo Lourenço, o segredo para utilizar a internet na conquista de novos clientes é diversificar os canais do seu negócio no ambiente virtual. “É importante pensar sempre em estar presente onde seus potenciais clientes estão. Além de encontrar novas pessoas, manter contato com quem já é fiel é primordial para fechar novos negócios a partir das indicações”, aconselha Lourenço.

De acordo com o especialista, a estratégia é utilizar a página no Facebook, WhatsApp, site e outros canais para avisar os clientes de promoções e produtos que eles possam gostar. “É preciso conhecer o perfil dos seus clientes e recomendar produtos relevantes. Afinal, um cliente fiel dificilmente parte para a concorrência e a competição com outros empresários é difícil”, conclui.

 

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.