Confiança do consumidor atinge maior nível desde julho de 2011

redacao 26/03/2012
redacao 26/03/2012

O otimismo do consumidor em relação à economia brasileira aumentou na passagem de fevereiro para março. O Índice de Confiança do Consumidor (ICC), medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), subiu 2,8% no período, ao passar de 119,4 para 122,7 pontos, e atingiu o maior patamar desde julho do ano passado, quando ficou em 124,4 pontos.

De acordo com o levantamento, divulgado hoje (26), houve melhora tanto nas avaliações sobre o momento atual quanto nas expectativas em relação aos próximos meses.

O Índice da Situação Atual subiu 1,6%, ao passar de 140,5 para 142,7 pontos. Entre fevereiro e março, a proporção de consumidores que avaliam a situação como boa aumentou de 24,4% para 29,8%; já a dos que a julgam ruim subiu em ritmo menor, de 17% para 17,6%.

O documento aponta ainda que o Índice de Expectativas também apresentou elevação, de 3,6% no período, passando de 108,3 para 112,2 pontos. A parcela de consumidores planejando gastar mais com bens duráveis nos seis meses seguintes caiu de 17,8% para 13,8%. No entanto, a proporção dos que pretendem gastar menos diminuiu com maior intensidade e passou de 38% para 26%.

A Sondagem de Expectativas do Consumidor é feita com base em uma amostra com mais de 2 mil domicílios em sete capitais brasileiras. Os dados foram coletados entre os dias 1º e 21 de março.

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.