Conheça o office boy que virou dono de franquia no ramo de recuperação de crédito

Redação 10/10/2017
Redação 10/10/2017

Caio Katayama compartilha pelo canal colaborativo Eu, Empreendedor os detalhes de sua trajetória como empreendedor à frente da Ótris, uma rede de franquias especializada em recuperação de crédito para pequenas e médias empresas:

No anos 90, trabalhei como office boy no extinto Banco Econômico e aos poucos fui ganhando notoriedade junto aos clientes que atendia e, com isso, acabei me especializando no setor financeiro. Em 1996, aos 24 anos de idade, quando o banco sofreu intervenção estatal, eu já era gerente e umas das minhas funções era recuperar os empréstimos de devedores. Consegui recuperar cerca de 60% dos recursos da minha carteira e creio que isso se deve à humanização no trato com os clientes.

Após isso, trabalhei em outro cargo, mas praticamente na mesma função: recuperando créditos em uma instituição de ensino que oferecia cursos de MBA. Aos poucos comecei vislumbrar uma oportunidade de negócio. Esses cursos eram muito procurados, pois, acreditava-se, trariam retorno financeiro rápido ao estudante. Na prática, isso não ocorria e esse pessoal começou a ficar endividado. Fui contratado para tentar resolver isso.

Notei que os grandes escritórios de cobrança só atendiam empresas de grande porte e se esqueciam das pequenas. Ou seja, eram milhares de empresários com problemas de inadimplência. Assim nasceu a ideia de criar a Ótris.
A primeira unidade da empresa foi montada em 2010, na cidade de Campinas (SP), e desde então já recuperamos mais de R$ 4 milhões para pequenos negócios.

Em 2016, a Ótris lançou seu modelo de franquias, no qual os franqueados receberão treinamento qualificado para poderem trabalhar na recuperação de crédito de pequenos negócios. Para abrir uma unidade comum da Ótris, é necessário que o investidor desembolse cerca de R$ 120 mil e o tempo de retorno do investimento é estimado em cerca de 18 meses. Recentemente, lançamos o modelo de nanofranquia, que permite que o franqueado trabalhe em casa. Por R$ 8 mil é possível abrir uma unidade neste formato.

Participe do Eu, Empreendedor. Clique no link www.empreendedor.com.br/participe e compartilhe sua história.

Veja mais sobre Eu, Empreendedor.

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.