Empreendedor - negócio criativos, inovadores e rentáveis

EMP 261 site Última edição Edição 261 December 2016 Assine

Cooperativas de crédito ganham publicação

redacao 03/01/2012
redacao 03/01/2012

Documento do Sebrae divulga práticas de sucesso do setor

Para divulgar práticas de sucesso de cooperativas de crédito, o Sebrae lançou no final de 2011 a publicação Disseminando Boas Práticas Entre as Cooperativas de Crédito de Micro e Pequenas Empresas. O documento, que conta histórias de instituições de crédito que tiveram êxito em suas regiões, é distribuído a cooperativas brasileiras e a unidades do Sebrae nos estados.

A publicação tem como meta estimular a busca de inovação nos processos internos e nos produtos e serviços oferecidos pelas instituições de crédito às micro e pequenas empresas, além de aprimorar a própria atuação de 138 cooperativas que participam do projeto Fomento às Boas Práticas em Cooperativas de Crédito.

Para o Sebrae, esse tipo de cooperativismo é uma importante alternativa de acesso a crédito pelos pequenos negócios. “As cooperativas são entidades transformadoras da realidade das micro e pequenas empresas. Sempre que se fala em empreendedorismo, tem que se pensar em crédito e acesso aos serviços financeiros”, afirma o diretor de Administração e Finanças do Sebrae, José Claudio dos Santos.

“Temos de aperfeiçoar a gestão para não frustrar as expectativas que as pessoas apresentam em relação às cooperativas. A maior necessidade que enfrentamos hoje é acesso ao crédito”, afirma o presidente da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), Márcio Lopes de Freitas.

“As cooperativas devem ter sustentabilidade, responsabilidade e governança. Precisamos que elas ocupem de fato um papel importante no sistema financeiro”, completa o secretário-executivo do Banco Central, Luiz Edson Feltrim. Existem no país 1,4 mil cooperativas de crédito, que possuem, juntas, mais de 4 milhões de associados.

Projeto

O projeto Fomento às boas Práticas em Cooperativas de Crédito terá início em janeiro de 2012 e, até o fim de 2014, receberá R$ 5,3 milhões, investimento que inclui R$ 3,2 milhões do Sebrae Nacional e R$ 2,1 milhões das unidades estaduais da instituição e das próprias cooperativas assistidas. O objetivo é acelerar o amadurecimento das cooperativas que atuam com pequenos negócios, fortalecer as instituições para enfrentar a concorrência e melhorar o atendimento aos associados.

A ação do Sebrae deve contribuir para fortalecer o segmento do cooperativismo de crédito e para ampliar o acesso a financiamento e a outros produtos e serviços voltados aos pequenos negócios. A instituição vai investir até R$ 250 mil por unidade da federação. Em cada projeto, o Sebrae Nacional entra com 70% do valor total, enquanto a unidade estadual da instituição e as cooperativas participantes aplicam os outros 30%.

Os recursos vão custear desde a capacitação de técnicos de cooperativas que fazem o atendimento até intercâmbios com outras cooperativas que já tenham boa experiência no atendimento a micro e pequenas empresas. “As cooperativas poderão aprender com as mais consolidadas, que têm mais experiência. A concorrência no sistema financeiro é crescente, então, para ter sucesso, a qualidade é um diferencial, mais do que só oferecer taxas baixas”, afirma o diretor-técnico do Sebrae, Carlos Alberto dos Santos.

A seleção das cooperativas para o projeto foi feita ao longo de 2011. O recurso será concedido àquelas já constituídas ou em formação, que trabalhem com os pequenos negócios e que tenham criado ou adequado novos serviços e produtos financeiros para empreendedores individuais e micro e pequenas empresas, entre outras ações. Essas instituições financeiras possuem certa autonomia para desenvolver produtos, serviços e políticas adequadas aos seus cooperados.

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.