Copa das Confederações gera R$ 2,7 milhões em negócios

redacao 05/08/2013
redacao 05/08/2013

Cerca de 100 mil turistas do Brasil e exterior puderam conhecer e levar para casa peças artesanais genuinamente brasileiras, como tapeçarias, rendas, cestaria e cerâmica, na Copa das Confederações. Durante cerca de um mês, showrooms montados em cinco cidades que receberam o mundial esportivo – Brasília, Fortaleza, Belo Horizonte, Rio de Janeiro e Salvador – comercializaram quase R$ 700 mil em produtos. As exposições fazem parte do projeto Brasil Original, do Sebrae, iniciativa que deve se repetir na Copa do Mundo da FIFA 2014.

“A proposta do Brasil Original é elevar o patamar do artesanato brasileiro, com objetos de qualidade que buscam a melhoria da percepção desses produtos no mercado. A perspectiva para 2014 é de que o evento atinja um público ainda maior, ampliando o sucesso conquistado neste ano”, comemora o presidente do Sebrae, Luiz Barretto.

 Salvador e Rio de Janeiro foram as cidades que apresentaram melhor desempenho, somando R$ 400 mil em vendas. Objetos decorativos e utilitários foram os mais procurados pelos visitantes nas cinco capitais. Os artesãos receberam, no período que antecedeu os showrooms, consultorias e capacitações em design, desenvolvimento de coleções, gestão e comercialização. Posteriormente, as peças que participaram da mostra foram escolhidas por curadores.

Paralelamente às exposições, foram realizadas Rodadas de Negócios, em que artesãos negociaram diretamente com lojistas. Estima-se que os encontros realizados apenas no Ceará e na Bahia contabilizem aproximadamente R$ 2 milhões.

Informações Agência Sebrae

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.