Copa é oportunidade para pequenas empresas reforçarem presença na web

redacao 04/04/2014
redacao 04/04/2014

Devido ao grande número de pessoas com acesso à internet no Brasil, quase 90 milhões, as micro e pequenas empresas precisam reforçar sua presença na rede. Com esse potencial, estratégias de marketing digital para alavancar os pequenos negócios do turismo durante e após a Copa do Mundo da FIFA 2014 e ações para fidelizar clientes foram destaques na nona edição do Papo de Negócios, do Sebrae.

“Não basta ter só um site ou uma loja virtual. É preciso gerar conteúdo de modo a criar uma sinergia com seu público e atrair novos clientes, juntando os meiosoff line e on line”,explicou André Nery, da área de soluções do Google para pequenos negócios. Ele ressaltou a importância dos empresários manteremblogs com conteúdos de interesse para os clientes, produzirem materiais em vídeo e investirem nas redes sociais e em aplicativos para dispositivos móveis.

Promovido pelo Sebrae nessa quarta-feira (2), em Brasília (DF), o Papo de Negócios integrou a programação do 1º Fórum Nacional CACB e orientou os empreendedores do setor de turismo na reta final dos preparativos para o mundial. No campo do turismo, os setores de hotéis, hospedagem, agências de turismo receptivo e transporte têm registrado resultados significativos desde a confirmação do Brasil como sede da Copa. O número de reservas no país durante o torneio de futebol já é cinco vezes maior do que o registrado no mesmo período do ano passado.

Nesse sentido, os participantes do Papo de Negócios citaram ações estratégicas para oferecer serviços de qualidade aos turistas. “É nosso papel agregar serviços no processo de hospedagem do turista para estender sua passagem, como criar roteiros alternativos”, disse Eldon Clayton, sócio do Hostel 7 – primeiro hostel de padrão internacional em Brasília.

Yoshihiro Karashima, sócio-proprietário da Presteza Turismo – empresa de turismo receptivo em Brasília, alertou para risco dos preços atingirem patamares exorbitantes durante a Copa. “É importante investir em opções, no bom atendimento ao turista, mas os preços têm de corresponder à realidade, senão você corre risco de o turista não voltar ao seu estabelecimento”, avalia.

Em plena ascensão no Brasil, o mercado de aplicativos para smartphones etablets foi mencionado como importante canal para disponibilizar serviços e informações aos turistas que estarão no país. Segundo o representante do Google, o acesso mobile deve ultrapassar, neste ano, o via desktop. Pensando nisso, Hugo Giallanza, fundador e diretor institucional da Associação de Startups e Empreendedores Digitais (Asteps), abordou a tendência do turismo digital por meio de apps, em que é possível encontrar sua tribo, dicas úteis sobre hospedagem, avaliações de serviços, entre outros.

Sebrae 2014

Sob a perspectiva de ajudar as micro e pequenas empresas a se tornarem mais competitivas com as oportunidades oferecidas pelos megaeventos, o analista de Acesso a Mercado e Serviço Financeiro do Sebrae, Dival Schimidt, explicou que uma das principais preocupações do programa Sebrae 2014 é fazer com que os empresários aproveitem o legado da Copa, não se limitando a um aumento pontual de faturamento. “Estamos preparados e comprometidos para aproveitar essas oportunidades na prática”, disse.

O representante do Google, André Nery, ainda apresentou aos empresários que acompanhavam o evento, tanto presencialmente quanto virtualmente, o projeto Conecte seu Negócio, iniciativa em parceria com o Sebrae que busca ajudar os pequenos negócios a criarem sites de maneira simples e rápida. Nele, o Google oferece a quem se cadastrar a oportunidade de experimentar seu programa de publicidade, o AdWords, que promove a empresa em seus resultados de busca e em toda a sua rede de parceiros.

Próxima rodada

A décima e última edição do Papo de Negócios Sebrae 2014 será realizada no próximo dia 25 de abril, durante a Feira do Empreendedor de Manaus (AM).

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.