Crédito para empresas deve acelerar com reaquecimento econômico, aponta indicador Serasa Experian

redacao 16/11/2010
redacao 16/11/2010

O indicador Serasa Experian de perspectiva do crédito às empresas subiu 0,2% em setembro, em relação a agosto, atingindo o valor de 103,1.

A elevação aponta que a contração de empréstimos de recursos livres pelas empresas deve acelerar, sobretudo a partir do último trimestre do ano e durante os primeiros meses de 2011.

Os economistas da Serasa afirmam que o movimento será influenciado pela retomada de um ritmo de crescimento um pouco maior da economia brasileira, após o enfraquecimento registrado durante o segundo e o terceiro trimestre deste ano.

Além disso, há também a queda gradual do risco e da inadimplência das pessoas jurídicas e a normalização da oferta de crédito para as empresas fora das linhas subsidiadas por recursos direcionados.

Crédito ao consumidor

O Indicador Serasa Experian de Perspectiva do Crédito ao Consumidor caiu 1,8% em setembro, em relação a agosto. Essa é a sétima queda mensal seguida, atingindo o valor de 100,5.

O movimento sinaliza que as concessões de crédito com recursos livres para pessoas físicas devem continuar se expandindo, porém num ritmo um pouco mais suave ao longo dos próximos seis meses.

As operações de crédito com recursos livres são, em sua ampla maioria, voltadas ao consumo. Ao mesmo tempo, a disposição das pessoas físicas em aumentar seus níveis de endividamento se mantém elevada (indicada por fatores como confiança dos consumidores em alta e mercado de trabalho em momento favorável).

Neste sentido, os economistas da Serasa apontam que as operações de crédito imobiliário (feitas, basicamente, com recursos direcionados), devem continuar se destacando em termos de evolução da carteira de crédito do sistema financeiro às pessoas físicas, durante os próximos meses.

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.