Última edição Edição 262 January 2017 Assine

Da empresa para a sala de aula: saiba como ingressar na carreira acadêmica

redacao 10/12/2009
redacao 10/12/2009

Você sempre desejou dar aulas em faculdades, mas o destino o levou a fazer carreira em uma empresa. O fato, porém, não significa que terá que desistir do sonho. Mesmo depois de ingressar no mundo corporativo, existe a possibilidade de desenvolver uma boa carreira na academia. De que forma?

Segundo a professora da Faculdade de Administração de Empresas da PUC (Pontifícia Universidade Católica), que atua na área de gestão de pessoas, Ana Lucia de Madureira Biral, a primeira condição para a pessoa atuar na academia é ter um mestrado. "É isso que abre o campo para a academia", afirmou.

A experiência profissional em empresa também é muito valorizada, e é até exigência para algumas áreas, mas não é o suficiente para determinadas faculdades. "Existe uma exigência do MEC (Ministério da Educação) quanto à titulação de mestre". Isso poque é neste curso que a pessoa aprenderá técnicas de pesquisa e aprofundará os conhecimentos em sua própria área.

Além disso, o mestrado dissemina o conhecimento teórico, que é o fator mais privilegiado hoje na academia: "não é só o saber fazer, mas saber por que fazer!". A pessoa pode se candidatar a dar aulas, mesmo sem ter finalizado o mestrado. Basta ter a quantidade de créditos exigidos.

Como ingressar na academia?
Em uma empresa, a porta de entrada é o envio de currículo, por meio do qual o responsável pelo RH faz todo um recrutamento. Uma outra forma de ser contratado é por meio de indicação. Um amigo que trabalha na empresa deixa o seu currículo diretamente com o profissional responsável por contratações, o que acelera todo o processo.

Na academia, porém, a contratação é diferente, uma vez que é feita por meio de concursos. "A indicação acontece, mas no sentido de informar o interessado de que o concurso da universidade foi aberto. Normalmente, a informação sobre o concurso não chega à população, ficando dentro da universidade", explicou a professora.

@@@

Ela ainda disse que, na faculdade, não existe um setor de recrutamento. "Quem coordena isso e trata dessa burocracia são professores e coordenadores. Não é como uma empresa, que tem o envio de currículo. O interessado tem que descobrir um professor que trabalhe na universidade e pode fazer isso num fórum, em qualquer atividade ligada à área".

Até mesmo no mestrado a pessoa pode conhecer esse professor. Escolher uma boa universidade para fazer essa especialização pode ser uma boa oportunidade de ser contratada por ela.

Faculdades públicas

De acordo com o coordenador da pós-graduação da área de Administração da FEA (Faculdade de Economia e Administração), da USP (Universidade de São Paulo), Lindolfo Galvão de Albuquerque, existem exigências do MEC que devem ser atendidas, como o fato de o profissional ter, no mínimo, o mestrado.

"Na realidade, quando analisamos a exigência do MEC, a faculdade tem que ter um corpo docente com requerimento mínimo no quadro permanente. Aqueles que não são do quadro permanente da faculdade, como os colaboradores, podem ainda estar cursando o mestrado", informou. Agora, no curso de doutorado, somente são contratados doutores.

A contratação de professores nas faculdades públicas é feita por meio de um concurso. Depois disso, o candidato passa por análise de banca. Neste momento é que contam os artigos publicados, os congressos dos quais o profissional participou, as orientações realizadas e, principalmente, as pesquisas feitas.

"Cada vez mais as universidades não são apenas chamadas para aplicar o conhecimento, mas para gerar conhecimento e é por isso que a pesquisa é tão importante", disse Albuquerque.

De acordo com ele, é uma tendência os profissionais ingressarem na vida acadêmica no pós-carreira. São as pessoas que, depois de atingirem um alto cargo na empresa, antes da aposentadoria, decidem por dar aulas.

@@@

Habilidades a desenvolver
Antes de optar por assumir aulas em uma universidade, é preciso estar preparado para isso, o que significa desenvolver algumas habilidades. Veja as indicadas por Ana Lucia:

    * Espírito de pesquisa: a necessidade de atualização dentro das universidades é muito grande. O nível de informação é muito alto, então o professor tem que saber de todas as tendências;

    * Facilidade em lidar com pessoas mais jovens: elas têm hábitos diferentes, um modo de pensar diferente e o professor deve ter flexibilidade e não esperar que o aluno se adapte a ele;

    * Facilidade em exposição de idéias: Uma pessoa muito tímida, com dificuldade em reunir idéias e de transmitir informações deve desenvolver isso.

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.