Última edição Edição 263 March 2017 Assine

Demanda das empresas por crédito inicia 2013 com alta de 19,3%

redacao 20/02/2013
redacao 20/02/2013

A demanda das empresas por crédito iniciou o ano de 2013 com alta de 19,3%, na comparação com o último mês do ano passado. De acordo com o Indicador Serasa Experian da Demanda das Empresas por Crédito, divulgado nesta quarta-feira (20), este é o segundo maior resultado para um mês de janeiro desde o início das apurações em 2006, perdendo apenas para o primeiro mês de 2007, quando houve acréscimo de 28,4%.

Para os economistas da Serasa Experian, a alta verificada neste começo de ano é sinal de que a atividade econômica está em processo de recuperação de dinamismo, que há melhora gradativa da confiança dos empresários e juros médios mais baixos que os do início do ano passado.

Além disso, dizem os economistas da instituição, o movimento de reposição de estoques contribuiu para o avanço da demanda por crédito por parte das empresas.

Na passagem anual, ou seja, entre janeiro de 2012 e o mesmo mês deste ano, houve recuo de 5,4%.

Porte

As MPEs (micro e pequenas empresas) apresentaram o maior crescimento na demanda da procura por crédito em janeiro deste ano, com alta de 20,4%, frente a dezembro de 2012. Já nas empresas de porte médio o acréscimo foi de 8%, enquanto que nas grandes houve alta de 5,3% na mesma base de comparação.

No confronto anual, do ano as grandes empresas estão na liderança da busca por crédito, com alta de 20,2% no período. Nas médias empresas o avanço foi de 14,3%. Por sua vez, nas micro e pequenas empresas constatou-se recuo de 6,7%.

Regiões

Na análise regional, comparando a demanda com o último mês do ano passado, nota-se que todas as regiões tiveram resultados positivos em seu indicador em janeiro. O Sudeste teve a maior alta (20,4%), seguido pelas regiões Centro-Oeste (19,2%), Norte (18,7%), Sul (18,3%) e Nordeste (17,5%).

Avaliando o período entre janeiro de 2013 e 2012, as cinco regiões registraram queda: Sudeste (-4,4%), Centro-Oeste (-4,4%), Sul (-4,4%), Nordeste (-6,4%) e Norte (-4%).

Análise setorial

Quanto à análise setorial, a indústria, o comércio e os serviços apresentaram elevação em suas demandas por crédito na comparação mensal. Segundo o levantamento, serviços teve alta de 19%, comércio registrou elevação de 19,3% e a indústria teve alta de 21,4%.

Na comparação anual, por outro lado, houve queda de 7,8% no comércio; de 5,9% na indústria e de 2,3% no setor de serviços.

Sobre a pesquisa

O estudo foi construído a partir de uma amostra de cerca de 1,2 milhão de CNPJs, consultados mensalmente na base de dados da Serasa Experian.

Esta quantidade de CNPJs consultados, especificamente nas transações que configuram alguma relação creditícia entre as empresas e instituições do sistema financeiro ou empresas não-financeiras, é transformada em número índice (média de 2008 = 100). O início é 2008. O indicador é segmentado por região geográfica, setor e porte.

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.