Empreendedor - negócio criativos, inovadores e rentáveis

EMP 261 site Última edição Edição 261 December 2016 Assine

Demanda do consumidor por crédito registra segunda alta consecutiva, aponta Serasa Experian

redacao 11/09/2012
redacao 11/09/2012

De acordo com Indicador Serasa Experian da Demanda do Consumidor por Crédito, a quantidade de pessoas que procurou crédito em agosto/12 foi 3,1% superior à verificada em julho/12. Foi a segunda alta mensal consecutiva deste indicador, construído a partir de uma amostra significativa de CPFs, consultados mensalmente na base de dados da Serasa Experian. Em julho/12 registrou-se crescimento de 8,0% frente a junho/12.

Na comparação com o mesmo mês do ano passado (agosto/11), houve recuo de 2,7% na demanda do consumidor por crédito. No acumulado de janeiro a agosto de 2012, a demanda do consumidor por crédito foi 5,6% inferior ao acumulado nos oito primeiros meses de 2011.

Segundo os economistas da Serasa Experian, o consumidor está demonstrando maior disposição em buscar crédito neste segundo semestre, aproveitando as taxas de juros mais reduzidas. Por outro lado, os primeiros sinais de recuo da inadimplência reabrem as portas do crédito para aqueles consumidores que estavam com dívidas em atraso e conseguiram regularizar a sua situação.

Análise por região

Em agosto/12 os consumidores do Nordeste se destacaram na busca por crédito e a expandiram em 5,2% na comparação com julho/12. Por sua vez, os consumidores do Centro-Oeste cresceram a sua demanda por crédito em 4,2% no mês passado, seguidos de perto pelos consumidores da região Norte, com alta mensal de 3,9%. Já os da região Sul expandiram a sua busca por crédito em 3,2% em agosto/12 e os da Sudeste em apenas 2,0% frente a julho/12.

As regiões de renda per capita mais baixa estão tendo desempenho melhor em termos de busca por crédito neste ano de 2012. No acumulado de janeiro a agosto deste ano, a região Norte é a única que vem apresentando variação positiva frente ao mesmo período do ano passado: alta de 0,8%. Todas as demais regiões do país estão com quedas no acumulado do ano nas demandas dos seus consumidores por crédito e a menor delas ocorre no Nordeste: recuo de 3,5% frente ao acumulado de janeiro a agosto de 2011. Os consumidores do Centro-Oeste estão com queda de 4,6% na demanda por crédito acumulada nestes oito primeiros meses de 2012 e as regiões Sul e Sudeste estão apresentando as maiores quedas: -6,9% e -6,5%, respectivamente, nas demandas dos seus consumidores por crédito no acumulado de janeiro a agosto deste ano.

Análise por classe de renda pessoal mensal

A exemplo do que havia ocorrido em julho/12,  em agosto/12 houve aumento na demanda por crédito dos consumidores de todas as faixas de rendimento mensal. A maior delas verificou-se na baixa renda, isto é, daqueles que recebem até R$ 500 mensais: alta de 4,5% na busca por crédito em agosto/12 frente a julho/12.

Também se destacaram os consumidores de alta renda, os que ganham mais de R$ 10.000 mensais, com crescimento de 3,9% em suas demandas por crédito no mês passado.
As demais faixas de renda acusaram elevações de suas demandas por crédito de 2,7% (consumidores que ganham entre R$ 2.000 e R$ 5.000 mensais) até 3,2% (consumidores que recebem entre R$ 5.000 e R$ 10.000 por mês).

Por conta do impacto do aumento do salário-mínimo, apenas a camada de renda mais baixa da população (ganhos até R$ 500 mensais) registra crescimento da sua procura por crédito (alta de 3,1%) no acumulado do ano até agora (janeiro a agosto de 2012 frente ao mesmo período do ano passado). Todas as demais faixas de renda continuam exibindo quedas neste mesmo critério de comparação, porém tais recuos, no acumulado do ano, estão ficando cada vez menos negativos.

A série histórica deste indicador está disponível em: http://www.serasaexperian.com.br/release/indicadores/demanda_pf_credito.htm

Metodologia do indicador

O Indicador Serasa Experian da Demanda do Consumidor por Crédito é construído a partir de uma amostra significativa de CPFs, consultados mensalmente na base de dados da Serasa Experian. A quantidade de CPFs consultados, especificamente nas transações que configuram alguma relação creditícia entre os consumidores e instituições do sistema financeiro ou empresas não financeiras, é transformada em número índice (média de 2008 = 100). O indicador é segmentado por região geográfica e por classe de rendimento mensal.

Mais informações: http://www.serasaexperian.com.br/release/noticias/noticia_arquivo_2012.htm

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.