Última edição Edição 262 January 2017 Assine

Depois de três quedas consecutivas, produção industrial volta a crescer em outubro

redacao 04/12/2012
redacao 04/12/2012

A produção da indústria brasileira cresceu 0,9% em outubro, na comparação com setembro, interrompendo uma sequência de três meses de resultados negativos. Em relação a outubro do ano passado, o setor apresentou expansão de 2,3%, a primeira alta depois de 13 meses consecutivos de taxas negativas nesse tipo de comparação.

Os dados fazem parte da Pesquisa Industrial Mensal, divulgada hoje (4) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Com os resultados de outubro, a produção nacional da indústria acumula queda de 2,9% nos dez meses do ano. Segundo o IBGE, a taxa é menor se comparada às observadas nos meses anteriores.

Nos últimos 12 meses, a produção do setor caiu 2,7%. O resultado negativo é menos intenso que o verificado em agosto (-2,9%) e setembro (-3,1%).

De acordo com o IBGE, a alta de 0,9% de outubro, na comparação com o mês anterior,  resulta do bom desempenho de 13 dos 27 ramos investigados, sendo que as maiores contribuições vieram de indústrias extrativas (8,6%), máquinas e equipamentos (6,3%) e veículos automotores (3,7%). Entre os que tiveram queda na produção estão farmacêutica (-5,2%), refino de petróleo e produção de álcool (-2,6%) e edição, impressão e reprodução de gravações (-3,8%).

Já a expansão de 2,3%, na comparação com outubro de 2011 é, segundo o IBGE, reflexo do bom desempenho de 21 dos 27 ramos pesquisados. Os destaques são outros equipamentos de transportes (16,2%), como fabricação de aviões; máquinas e equipamentos (5,2%); equipamentos de instrumentação médico-hospitalar, óticos e outros (29,8%); e alimentos (2,6%).

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.