Última edição Edição 262 January 2017 Assine

Dia dos Namorados aquece o comércio eletrônico

redacao 10/06/2011
redacao 10/06/2011

Direct Express prevê aumento de 20% nas vendas online neste Dia dos Namorados

O Dia dos namorados está entre as datas comemorativas que mais aquecem o mercado, principalmente o de e-commerce. Todos os anos o desempenho do comércio eletrônico brasileiro é impulsionado por essas datas sazonais.  Segundo o relatório WebShoppers, elaborado pela empresa de monitoramento de comércio eletrônico e-bit, com apoio da Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico, as vendas pela internet cresceram 40% em 2010, somando R$ 14,8 bilhões.

A expectativa é que, com a maior consolidação do setor, aliada às novas ferramentas que auxiliam os consumidores na hora de realizar uma compra, como as redes sociais, o faturamento do e-commerce brasileiro apresente expansão, ainda que menor ao ano passado. A previsão é que o setor fature R$ 20 bilhões nesse ano, um crescimento de 30% em relação ao ano de 2010. Sendo que, no primeiro semestre deste ano, a estimativa é de um faturamento em torno de R$ 8,8 bilhões.

Desde o início da bolha do comércio eletrônico, no final da década de 90, o setor vem sofrendo transformações em suas características. Algumas categorias perderam espaço e deram lugar a novos segmentos de produtos. Há 10 anos, os produtos mais procurados eram principalmente CD’s, DVD’s e livros. Hoje em dia, os e-consumidores compram produtos que antes eram considerados mais “difíceis” de serem adquiridos, como roupas e acessórios.

E a cada ano que passa o comércio eletrônico ganha mais adeptos. Além da compra pela internet ser mais fácil e rápida, pois não é necessário enfrentar filas e tumulto em shoppings para achar o presente ideal, os consumidores são impulsionados pela grande quantidade de informação disponível na web e nas redes sociais. Muitas vezes, o que ajuda na hora da decisão de compra é a opinião de outros consumidores.

A e-bit estima que, somente nos primeiros 6 meses de 2011, 4 milhões de pessoas farão sua primeira compra virtual, somando assim 27 milhões de e-consumidores que fizeram, ao menos, uma compra online até hoje. Para a data neste ano de 2011, a Direct Express prevê o crescimento de 20% nas vendas online em comparação ao ano de 2010.

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.