Ligação com educação inspira empreendedor no ramo de ensino de idiomas

Redação 19/02/2018
Redação 19/02/2018

Dilson Kossoski conta, via Eu, Empreendedor, como sua ligação com a área de educação serviu de base para montar o próprio negócio no ramo de escolas de idiomas.

Sempre fui intimamente ligado à educação, pois minha mãe era professora de escola regular. Em 1992, fui aos Estados Unidos com o objetivo claro de aprender inglês. Primeiramente, fiz o curso de ESL (“English as a Second Language”). Depois, fiz minha especialização em linguística pela Salem State College, em Massachusetts.

Voltando ao Brasil, mais exatamente para Curitiba, minha cidade-natal, já sabia exatamente o que queria fazer: ensinar. Eu já tinha em mente um plano de criar minha própria metodologia. Durante cinco anos, dando aulas em escolas, eu fiz um laboratório levantando informações sobre o que dava resultados práticos para os alunos.
Depois dessa etapa, era hora de iniciar a escrever minha própria metodologia. Comecei ainda em Curitiba, mas visando uma melhor qualidade de vida, mudei-me para Maceió.

No final de 1996, lancei a metodologia da Top English. Hoje, a metodologia completa conta com nove livros de conversação geral, um livro para conversação de garçons, um para camareiras e mensageiros de hotéis e uma metodologia específica para crianças ainda não alfabetizadas.

Nossa metodologia está no formato digital para tablets, os professores ensinam com tablets e os alunos podem fazer o download do material.  Temos um formato de negócio que permite que muitas pessoas com potencial empreendedor possam realizar o sonho de abrir o próprio negócio com pouco capital. O investimento inicial para abrir uma unidade é de R$ 30 mil, valor que chega a ser até 70% menor do que a média das outras franquias do ramo, pois não há custos com aluguel ou contas de água e luz. Não é preciso ser fluente na língua inglesa.

Hoje, a rede possui 20 unidades, que contam com uma equipe de 80 professores, atendendo 15 cidades e mais de 3 mil alunos. Temos duas unidades no exterior: Tóquio e Boston. A rede de franquias Top English é associada à ABF (Associação Brasileira de Franchising). O plano de expansão da rede inclui chegar a dez novas capitais brasileiras até o final de 2018 e a cinco unidades no exterior até 2019.

Participe do Eu, Empreendedor. Clique no link www.empreendedor.com.br/participe e compartilhe sua história.

Veja mais sobre Eu, Empreendedor.

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.