Em busca de desafios, empreendedor vende negócio, investe em startups e aposta em bitcoin

Redação 28/12/2017
Redação 28/12/2017

Daniel Coquieri tem uma trajetória diferenciada como empreendedor. Não só investe em seus próprios projetos, como também não deixa de apostar também em projetos de terceiros. É o que ele compartilha via Eu, Empreendedor.

Considero-me um empreendedor que está sempre em busca de um novo desafio. Na época em que a internet ainda engatinhava no Brasil, e quase não se falava sobre bancos online, eu participei do grupo que planejou e lançou o Internet Banking do Banco Santander. Esse aprendizado me deu forças para seguir com os meus sonhos.

Em 2005, com 23 anos, ainda no início de redes sociais como o Orkut, vi a oportunidade de montar uma empresa voltada para games. Assim surgia a O2 Games, com um aporte de R$ 1,5 milhão e responsável por dois jogos de grande sucesso: Game Gol e Golaço, que tinham o objetivo de gerenciamento de um clube de futebol. Era possível vender e comprar jogadores, fazer treinamentos para melhorar a condição física do time e participar de campeonatos. O Golaço chegou a ter mais de 1 milhão de usuários ativos, provando a sua popularidade com todas as idades.

Após a experiência que adquiri para promover os dois jogos no Facebook, vendi a O2 Games e criei uma startup voltada para campanhas e anúncios publicitários em redes sociais. Lançada em 2013, com o nome de Ezlike, chamou a atenção do próprio Mark Zuckerberg (fundador da rede social) por oferecer monitoramento de campanhas de uma maneira diferente e com maior expertise do que o próprio Facebook.

Em 2014, a Ezlike tornou-se a primeira empresa da América do Sul a conseguir uma parceria oficialmente firmada com o Facebook. Mostramos ao mercado que a nossa ferramenta tinha grande potencial e atendia às necessidades das marcas em suas campanhas. Ao longo daquele ano, movimentamos mais de R$ 140 milhões de reais em publicidade no Facebook. Com isso, conseguimos parcerias com grandes empresas como Hotel Urbano, Hyundai, Submarino Viagens, Magazine Luiza, Multiplus, DM9, entre outras. Em 2015, vendi a empresa para o fundo americano Gravity4 com o objetivo de ampliar e melhorar o marketing digital de seus clientes e parceiros.

Depois da venda da Ezlike, investi em duas startups: uma focada em solução para educação e para auxiliar os professores nas correções de prova e a outra focada na solução de agendamento online para estabelecimentos de beleza. Além disso, investi também em uma empresa de pets, a 7Pets, empresa hoje global que produz e distribui areia de gato para mais de 27 países.

Agora, em 2017, nem o cenário da economia mundial foi capaz de me desanimar. Estou dando um novo passo como empreendedor, investindo em uma fintech especializada em Bitcoin. A BitcoinTrade, a única corretora de criptomoedas no Brasil com certificação de segurança PCI Compliance, a mesma dos grandes bancos e que aceita compra de Bitcoin via cartão de crédito na América Latina.

Participe do Eu, Empreendedor. Clique no link www.empreendedor.com.br/participe e compartilhe sua história.

Veja mais sobre Eu, Empreendedor.

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.