Última edição Edição 262 January 2017 Assine

Empreendedorismo inovador será ampliado em 2017

Incubadoras, parques tecnológicos e empresas incubadas se comprometeram a intensificar programas de incentivo à inovação

Redação 09/12/2016
Redação 09/12/2016

A atuação conjunta do Sebrae e da Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos de Tecnologias Avançadas (Anprotec) em programas de fortalecimento do empreendedorismo inovador será ampliada em 2017. A novidade foi anunciada nesta quinta-feira, em Brasília (DF), na cerimônia da 20ª edição do Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador, que reconhece incubadoras, parques tecnológicos e empresas graduadas e incubadas que mais se destacaram durante o ano.

“Essa parceria histórica tem contribuído para que o ecossistema se tornasse mais profissional e para que pudéssemos avançar na resolução de gargalos regulatórios e burocráticos marcantes no setor”, avalia a diretora técnica do Sebrae, Heloisa Menezes. Para ela, o fortalecimento de parcerias com atores do ecossistema é essencial para superar momentos de crise e estimular a inovação com sustentabilidade. “A força do empreendedorismo inovador para alavancar o potencial brasileiro deve ser o motivador de iniciativas como essas de apoio à inovação e ao desenvolvimento tecnológico nas micro e pequenas empresas brasileiras”, afirma.

O presidente da Anprotec, Jorge Audy, ressaltou a importância desse trabalho para que o movimento inovador continue evoluindo e se aperfeiçoando. “Essas parcerias são importantes na construção de plataformas e de ações que nos permitam trabalhar juntos, com mais integração, para que o Brasil alcance a posição que merece no movimento mundial”.

Programas como o de Promoção da Economia Criativa, em parceria com a Samsung, o Centro de Referência para Apoio a Novos Empreendimentos (Cerne), o Unianprotec e o projeto Incubação e Aceleração de Impacto estão na lista dos que devem ser ampliados para garantir o fortalecimento do ecossistema de empreendedorismo inovador brasileiro. “São ações que têm o apoio do Sebrae e de outras instituições e a cooperação de grandes empresas, e que devem ser ampliadas para melhorarmos o cenário das incubadoras e das startups”, explicou a superintendente executiva da Anprotec, Sheila Oliveira Pires.

Melhores em Inovação em 2016

Os vencedores das seis categorias do prêmio nacional, realizado pela Anprotec com o apoio do Sebrae, foram anunciados durante café da manhã com entidades, incubadoras e empresas nascentes. O estado Santa Catarina foi o grande vencedor em duas categorias: Incubadora de empresas orientada para a geração e uso intenso de tecnologias (PIT) foi para o  Centro Empresarial para Laboração de Tecnologias Avançadas (Celta), e Incubadora de empresas orientada para o desenvolvimento local e setorial (DLS), para a MIDI Tecnológico. Além de troféus e certificados, os vencedores receberam prêmios em dinheiro e viagens para estudo e negócios.

As duas incubadoras também foram premiadas junto com as empresas incubadas e graduadas por elas. Primeiro lugar entre as empresas incubadas, a Sensorweb, incubada pela MIDI, desenvolve e comercializa soluções para a Internet of Thing (ou Internet das Coisas), termo que designa a interação entre dispositivos, ambientes e pessoas, tendo como “hub” de conexão entre eles a própria internet. Já a Nanovetores Tecnologia S/A, graduada pelo Celta, 1º lugar entre as empresas graduadas, é uma multinacional brasileira inovadora, reconhecida mundialmente pelo desenvolvimento de sistemas de nano e microencapsulação de ativos. Localizada em Florianópolis, nos Estados Unidos e, em breve, na Suíça, a empresa tem compromisso com a sustentabilidade: os produtos são concebidos a partir de um processo limpo e verde, em meio aquoso e livre de solventes orgânicos, o que confere segurança para o meio ambiente e para as pessoas.

Heloisa Menezes destacou o fato de que quatro dos seis vencedores dessa edição são catarinenses. “Santa Catarina recebeu diversos prêmios não por acaso, eles investiram fortemente no fortalecimento do empreendedorismo inovador no Brasil, os atores todos falam a mesma língua e agem em prol do mesmo objetivo. Queremos que esse espírito alcance todo o Brasil para termos um ecossistema nacional cada vez mais forte. Por meio dele, vamos romper barreiras que enfrentamos historicamente em termos de emprego e geração de renda”, aposta.

A seguir, a lista completa dos ganhadores nas seis categorias do prêmio:

Projeto de promoção da cultura do empreendedorismo inovador (CEI)

BioStartup Lab – Belo Horizonte (MG)

Incubadora de empresas orientada para a geração e uso intenso de tecnologias (PIT)

Celta – Centro Empresarial para Laboração de Tecnologias Avançadas – Florianópolis (SC)

Incubadora de empresas orientada para o desenvolvimento local e setorial (DLS)

MIDI Tecnológico – Florianópolis (SC)

Parque científico e tecnológico (PCT)

TECNOPUC – Porto Alegre (RS)

Empresa incubada

1º lugar: SENSORWEB Serv de Tecnologia Informação Ltda, incubada no MIDI Tecnológico, de Florianópolis (SC)

2º lugar: Horus Aeronaves Ltda

3º lugar; Exact Desenvolvimento e Programação de Software SA

Empresa graduada

1º lugar: Nanovetores Tecnologia S.A., graduada pela Celta Centro Empresarial para Laboração de Tecnologias Avançadas, de Florianópolis (SC)

2º lugar: Cliever Indúustria e Comércio de Produtos Tecnológicos S/A

3º lugar: RD Gestão e Sistemas

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.