Empreendedora conta suas experiências e dá 5 dicas para quem quer empreender

Juliana Escandura, diretora-executiva e sócia da Elu! Live Marketing, conta um pouco sobre sua trajetória e dá algumas orientações para quem quer abrir o próprio negócio

Redação 19/02/2018
Juliana Escandura, diretora-executiva e sócia da Elu! Live Marketing
Redação 19/02/2018

Um das partes mais difíceis de empreender é dar o passo inicial. A motivação de abrir o negócio próprio e ser independente vem, na maioria das vezes, aliada ao medo de arriscar. Se tornar um empreendedor segue como o sonho de muitas pessoas, que, no entanto, acabam adiando por não saberem como começar.

Juliana Escandura, diretora-executiva e sócia da Elu! Live Marketing, agência especializada em ações de live marketing, que produz projetos com execução impecável e resultados além do esperado, passou pela mesma situação. Insatisfeita com o trabalho em uma multinacional e com ânsia de empreender, ela apostou em criar seu próprio negócio. “No começo foi difícil, a empresa se resumia em dois funcionários. Atualmente temos mais de 40 colaboradores, que desenvolvem, em média, 500 projetos por ano”, conta.

O caminho entre a ideia do próprio negócio e o sucesso não foi fácil. Hoje, com nomes como Sanofi, Pfizer e Adobe no portfólio da Elu!, Juliana revela algumas dicas para quem quer começar a empreender:

1- Estude bastante

Antes de se arriscar, procure saber mais sobre o ramo, vendas, marketing e inovação. Também há diversos cursos sobre empreendedorismo, inclusive alguns gratuitos. Segundo Juliana, buscar por informação é uma das primeiras coisas que devem ser feitas. Ela ainda relata: “fiquei um ano estudando a área e montando meu planejamento estratégico, queria saber onde entrar primeiro”.

2- Use as desvantagens a seu favor

Dificilmente alguém que está começando um negócio já vai estourar e aumentar os horizontes. Toda empresa de sucesso, um dia, foi pequena e desconhecida. De acordo com a empreendedora, ser pequeno pode ser uma vantagem quando não é visto como um limitador. “Muitas vezes competimos com empresas com o dobro do nosso tamanho, mas aí encontramos vantagens também: ter uma estrutura enxuta nos dá mais agilidade”, diz.

3- Inove

Oferecer algo novo para os clientes é essencial para impulsionar sua empresa. Por isso, inovar é a chave para abrir um negócio de sucesso. Juliana ainda conta: “É preciso buscar conhecimento e oferecer o inovador. Sempre me preocupei em ver o que agências do exterior estavam fazendo e trazer isso para o Brasil, mesmo com a nossa limitação inicial de tamanho”.

4- Dedique-se

Engana-se quem acredita que ter o próprio negócio se resume em delegar funções e não ter horário fixo. Para Juliana, lidar pessoalmente com tudo é imprescindível para conhecer todas as faces de uma empresa. “É ilusório pensar que um negócio vai vingar se você não estiver 100% presente. Tocar diretamente em tudo, no começo, é essencial para criar uma visão do todo”, afirma.

5- Não desista nos primeiros obstáculos

Como já foi dito antes, empreender e fazer com que a empresa vingue não é fácil. Quem quiser abrir um negócio tem que ter em mente que enfrentará muitos obstáculos. Por isso, a persistência e a capacidade de evoluir a partir dos erros são fatores muito importantes. “Com a experiência, descobri que não existe fórmula para lidar com os desafios diários. Acredito que o êxito vem de como você enfrenta as situações, se vai aprender com os fracassos anteriores”, pontua Juliana.

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.