Empresa de energia fotovoltaica inicia operações da primeira fazenda solar do país

Projeto propõe economia de até 10% para empresários de Minas Gerais, sem nenhum investimento

Redação 15/12/2017
Várias placas de energia solar montadas em uma fazenda, definindo o início de um projeto pioneiro chamado de "fazenda solar".
Redação 15/12/2017

O investimento em energia solar apresenta crescimento exponencial. Segundo dados da ABSolar (Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica), atualmente o setor cresce a uma taxa de 300% ao ano e, até o final de 2017, os investimentos realizados deverão somar R$ 4,5 bilhões. Atenta à evolução do mercado, a Órigo Energia, antiga EBES, que desde 2010 desenvolve e implanta sistemas de energia elétrica solar no país, anuncia o início das operações da primeira Fazenda Solar do Brasil, uma iniciativa pioneira e inovadora que propõe uma nova maneira de como gerar energia.

A empresa escolheu uma fazenda de 2,5 hectares em Minas Gerais, na cidade de João Pinheiro, a 400 km da capital, para produzir energia elétrica solar e por meio de planos de assinatura mensal proporciona economia rápida e prática aos empresários das cidades mineiras que são atendidas pela CEMIG (Companhia Energética de Minas Gerais).

Com investimento de R$ 5,5 milhões, a fazenda tem potência para gerar cerca de 170 MWh/mês e iniciou sua operação com 63 clientes ativos. Nesse primeiro momento, o acesso é restrito apenas a empreendimentos comerciais e o processo de adesão é simples: a Órigo Energia analisa o consumo dos últimos 12 meses do cliente e a partir desse levantamento, indica a quantidade de lotes necessários para atender a demanda. Em seguida, por meio da CEMIG, a energia gerada pelo lote chega ao cliente como crédito em sua conta.

Também é possível escolher entre dois planos de assinatura (Solar Basic e o Solar Plus), sendo que ambos não geram investimento para o assinante e contam com monitoramento online de geração e consumo de energia, além de incentivar o consumo de energia limpa e renovável. O primeiro é uma opção para quem ainda não é familiarizado com esse tipo de consumo, mas deseja utilizar fontes sustentáveis de energia, enquanto o segundo também garante uma economia de até 10% na conta, com fidelidade associada.

De acordo com Surya Mendonça, CEO da Órigo Energia, a empresa tem como propósito massificar a adoção da energia solar, de maneira que seja acessível a todos e tornando o consumidor protagonista na produção de energia limpa e renovável, ao mesmo tempo em que proporciona economia. “O projeto da fazenda solar é pioneiro no mercado, pois oferecemos ao empresário a liberdade de escolha na maneira de produzir e consumir energia, sem necessidade de investimento. Futuramente queremos ampliar esse alcance”, afirma Mendonça.

A empresa já iniciou a comercialização da segunda unidade, também em Minas Gerais, que terá capacidade para atender até 400 novos clientes e prevê o início de sua operação no 1º Trimestre de 2018. Ainda no próximo ano, a Órigo Energia planeja ter em operação um total de até 10 fazendas, atendendo em torno de quatro mil clientes. O investimento previsto será de R$250 milhões para esta execução.

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.