Empreendedor - negócio criativos, inovadores e rentáveis

EMP 261 site Última edição Edição 261 December 2016 Assine

Entre otimismo financeiro e construtoras em queda, Nikkei encerra estável

redacao 10/12/2009
redacao 10/12/2009

O índice Nikkei encerrou próximo à estabilidade nesta quinta-feira (28), influenciado pelas más performances de construtoras e pelo bom desempenho do setor financeiro.

Em contrapartida, a bolsa de Hong Kong fechou em queda, enquanto a bolsa da China subiu, liderada por manufatureiras.

Construção civil preocupa
Após a falência da Sohken Homes na última terça-feira (26), Takeo Higuchi, presidente da construtora Daiwa House, projetou que haverá mais bancarrotas no setor, devido à maior dificuldade para obter financiamento bancário.

Nesta conjuntura pessimista para a construção civil, os papéis da líder de mercado Mitsui Fudosan declinaram 3,1%, enquanto os das rivais Sumitomo Realty & Development e Hoosiers Corp caíram 2,5% e 12%, respectivamente.

Setor financeiro impulsiona Tóquio
Do outro lado do mercado, os papéis da instituição financeira Acom – maior financiadora japonesa para consumidores – dispararam 8,8%, obtendo a maior valorização desde 6 de novembro de 2007.

Tal otimismo justifica-se pela proposta do banco Mitsubishi UFJ Financial de aumentar sua participação acionária na Acom para 40%, para expandir sua presença na área varejista. De acordo com o jornal nipônico Mainichi, o valor que será despendido na operação gira em torno de US$ 1,28 bilhão.

Xangai em foco
A manufatureira Guangdong Midea Electric Appliances – fabricante de geradores elétricos e ares-condicionados – anunciou seus resultados operacionais do primeiro semestre deste ano, apresentado lucro líquido de US$ 145,1 milhões, o que representou um montante 39% superior frente ao reportado no mesmo período de 2007. Como resposta, os ativos da Midea Electric dispararam 6,9%.

Por último, também divulgando seu balanço contábil da primeira metade do ano, a Kweichow Moutai registrou lucro líquido de US$ 322,5 milhões, crescimento de 164% em relação aos primeiros seis meses do ano passado. Neste cenário, as ações da manufatureira subiram 1%.

Confira as cotações
O índice Nikkei, da Bolsa de Tóquio, encerrou o pregão em leve alta de 0,12%, chegando a 12.768 pontos e, com isso, o acumulado no ano aponta para forte baixa de 16,59%.

Já o índice Hang Seng, da Bolsa de Hong Kong, apresentou queda de 2,29%, enquanto o índice Shangai Composite, da Bolsa de Xangai, subiu 0,34%.

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.