Exemplo de sucesso entre as 59 profissões agora reconhecidas pelo Ministério do Trabalho

redacao 04/03/2013
redacao 04/03/2013

Sommelier, musicoterapeuta, baristas, DJs entre outros formam o grupo das novas profissões que entraram para a CBO

A CBO – Classificação Brasileira de Ocupações funciona como um dicionário das profissões brasileiras, neste guia estão registradas 2.558 atividades. Trata-se de um reconhecimento formal, em papel, do que as pessoas desenvolvem na prática há anos. A profissão recebe um código pelo qual passa a ser identificada.

A Vinícola Góes, uma das mais conhecidas empresas do Estado de São Paulo é a favor dessa iniciativa e destaca um de seus colaboradores. “Temos uma preocupação muito grande com a capacitação profissional e investimos muito nos nossos funcionários”, comenta Cláudio Góes diretor da vinícola. O sommelier, Carlos de Almeida, tem mais de 10 anos na Góes e comemora o reconhecimento feito pelo Ministério do Trabalho na CBO.

Carlos cresceu e tomou gosto pelo vinho dentro da vinícola. Começou a trabalhar junto a Góes ainda adolescente, quando descobriu o caminho de sommelier.

Hoje com a profissão reconhecida, o especialista se sente um profissional completo. “Cresci em meio à cultura do vinho, faz parte do que sou e sempre esteve presente na minha vida, foi meu ganha pão e agora posso dizer com orgulho que é minha profissão”, afirma Almeida.

O orgulho do Carlos tem explicação, o reconhecimento da profissão prevê uma melhor organização do mercado competente a área. Além do profissional e empregador, ou contratante do serviço, se sentirem mais seguros para desenvolverem um bom trabalho e não caírem nas mãos de falsos especialistas.

Para que uma profissão seja incluída no CBO deve ser feito um pedido pelo sindicato, órgão do governo ou entidade de classe.

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.