Expansão barriga-verde

redacao 19/07/2012
redacao 19/07/2012

Atuante em um dos setores que mais crescem no Brasil, a rede de materiais de construção paranaense Balaroti não para de expandir. Com a inauguração de mais uma loja no município de São José, na Grande Florianópolis, no último mês de maio, a rede passa a ter 18 pontos de venda, sendo 15 unidades no Paraná e três em Santa Catarina. Até o final do ano planeja abrir mais lojas em terras catarinenses: Florianópolis, Jaraguá do Sul, Blumenau e Itajaí são as cidades que estão na lista para receber os negócios do grupo. A expansão em Santa Catarina é considerada um marco na história da rede.

O diretor comercial e de marketing da empresa, Eduardo Balarotti, afirma que o mercado catarinense é muito promissor e fundamental para a expansão da rede. “A região de São José e também de toda a Grande Florianópolis vivem um grande momento de crescimento, que apontam para cenários ainda mais promissores”, justifica, ao se referir à escolha de São José para instalar a loja. O Balaroti acompanha o boom imobiliário desta região que recebe empreendimentos trazidos por grandes construtoras do Sudeste do País, como a Rossi e MRV.

Além disso, o diretor comenta que a empresa sempre teve planos para ampliar sua atuação no estado catarinense. E diz ainda que por enquanto não tem planos para investir em outro estado. “Com esta nova loja, inauguramos uma nova etapa. E até o final do ano vamos pular de duas para seis lojas em solo catarinense”, afirma. A primeira loja do Balaroti em Santa Catarina foi inaugurada em Joinville, no ano de 2004. Mais tarde, em 2009, foi a cidade de Balneário Camboriú que recebeu um ponto de venda do grupo.

A nova loja de São José tem 5 mil metros quadrados de área de venda, oferece cerca de 60 mil itens, que vão desde matéria-prima para construção, como areia, brita e cimento, até acabamentos de alto padrão, entre eles cerâmicas, tintas, louças, metais, material elétrico, hidráulico e iluminação. Todos os itens são demonstrados no sistema de “self service”, possibilitando o contato do cliente com o produto acompanhado da presença de um vendedor. O Balaroti traz o conceito de “home center” para o ponto de venda, oferecendo espaço de entretenimento para as crianças, enquanto os pais estão na loja, cafeteria e estacionamento próprio com 200 vagas. A filial de São José também vai testar uma inovação, pioneira no País, com a implantação de um sistema para informatização de vendas instalado em computadores portáteis operados pelos vendedores para integrar todo o processo de venda, estoque e comunicação entre as lojas. O objetivo disso é proporcionar aos clientes uma redução do tempo de permanência na loja.

Não somente os consumidores vão se beneficiar com a presença da rede na região, mas também os 100 funcionários contratados pelo grupo. Considerada uma das melhores empresas para se trabalhar em 2011, de acordo com o guia Você S/A e Exame, o Balaroti investe em política de recursos humanos. Oferta de treinamentos, participação nos resultados e um pacote de benefícios integram as ações da empresa para valorizar os colaboradores. A busca por aperfeiçoamento dos funcionários também ocupa a atenção da empresa. Por isso, foi criada a Universidade Balaroti com o propósito de oferecer treinamentos comportamentais e técnicos. E o desempenho nestas atividades tem peso importante na avaliação para promoções. “Estar entre as melhores empresas para se trabalhar no País é motivo de grande orgulho para nós”, afirma Eduardo Balarotti. Ele acredita que o trabalho de funcionários comprometidos, satisfeitos e estimulados é um dos grandes componentes do crescimento de uma empresa. “Por este motivo pensamos que eles também devem ser estimulados sempre a crescer no trabalho”, explica. O relacionamento com os funcionários, segundo Eduardo, é bem claro e valoriza isso.

Respeito ambiental

Outra preocupação da empresa é com a questão ambiental. Nas lojas novas, os projetos arquitetônicos foram criados seguindo padrões ambientalmente corretos. E nas lojas antigas algumas adaptações foram realizadas, como a colocação de claraboias para estimular a iluminação natural. Os funcionários receberam orientações relacionadas ao consumo consciente de água, separação de lixo, utilização de sacolas oxibiodegradáveis e reutilização de palets.

A rede de materiais de construção é considerada a maior revenda do Estado do Paraná e a sexta maior do Brasil pelo “Top of Mind de 2010”, e quer consolidar ainda mais a participação nos mercados paranaense e catarinense. E a grande demanda por novas habitações, que estava reprimida, e a estabilidade econômica dos últimos anos contribuíram para o crescimento do grupo que começou em 1966, com a fundação de uma pequena indústria madeireira por Hélio Balarotti, Eduardo Balarotti e Rosenval Zaccar em Santa Tereza, município próximo a Cascavel, no Paraná. A expansão da marca aconteceu em 1975, com a comercialização de materiais de construção em um depósito de madeiras em Curitiba. Com o passar dos anos, a oferta de produtos foi ampliada e a ligação com materiais de construção foi natural. Hoje, a empresa tem 2 mil funcionários e segue com a tradição de manter o compromisso com os clientes, investindo em colaboradores comprometidos. “Sempre acreditamos no poder do trabalho. Mesmo em momentos em que o mercado vivia as incertezas de crises econômicas, prosseguimos investindo, com a abertura de novas lojas. Com responsabilidade, mas prosseguimos investindo”, diz Eduardo Balarotti.

Eduardo Balarotti
Cargo: Diretor comercial e de marketing
Idade: 38 anos
Formação: Administrador de empresas
Empresa: Balaroti
Data de fundação: 1975
Ramo: Varejo de materiais de construção
Cidade-sede: Curitiba
N° de funcionários: 2 mil

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.