Feira de franquias dá destaque ao setor de serviços e alimentação

Lava rápido do futuro, empresa de serviços domésticos e franquia de pão de queijo frito são algumas redes que participarão da Empreende Franquias, em Santa Catarina

Redação 20/07/2017
Redação 20/07/2017

Na contramão da crise, dois segmentos do franchising prometem receber atenção especial do visitante na primeira edição da Empreende Franquias, que acontece entre os dias 28 e 30 de julho, no Centro de Convenções de Florianópolis, em Santa Catarina. Serviços e alimentação são exemplos de mercado com bons resultados no primeiro trimestre do ano.

Segundo Levantamento da ABF – Associação Brasileira de Franchising – o setor de serviços faturou cerca de R$5,2 milhões no primeiro trimestre de 2017, representando um aumento de 9% em comparação com o mesmo período de 2016. Já o de alimentação registrou crescimento de 6% no mesmo período.

Empresas como a Acquazero e Maria Brasileira, por exemplo, têm apostado em novos produtos, ferramentas e formatos de franquias nos últimos anos para passar pelo cenário econômico vivido pelo país.

“No fim de 2016 desenvolvemos a franquia na mochila, que substituiu um modelo antigo que tinha valor de investimento cerca de R$1500 maior. A outra novidade foi a incorporação da vitrificação no menu de serviços. Era algo oferecido a um preço muito alto no mercado e nós popularizamos”, comenta Marcos Mendes, Ceo da Acquazero.

A Maria Brasileira, por sua vez, acaba de lançar a plataforma Conexão Maria, que facilita a comunicação entre franqueador e franqueados. Na prática, a ferramenta disponibiliza diversos cursos que vão desde a gestão do negócio até o treinamento de funcionários.

“Se preocupar com o suporte aos franqueados é uma das coisas mais importantes para uma franquia. Esses treinamentos são importantes para o sucesso de uma unidade. Os treinamentos ajudam a otimizar o atendimento e gerenciar as vendas. Não adianta crescer sem estruturação”, explica Felipe Buranello, sócio-proprietário da rede.

Para Paulo Conrad, do Grupo Restaura, da Restaura Jeans, estudar e perceber as tendências do mercado pode ser algo fundamental para a longevidade de uma marca.

“Percebemos que alimentação saudável e restauração de roupas são negócios preocupados com a qualidade de vida das pessoas e do meio ambiente. Estudar e se antecipar é muito importante para o crescimento de toda a rede”, explica o Ceo sobre a recente aquisição da Dna Natural e criação da marca Minha Lavanderia.

No caso de empresas de alimentação, a Mordidela, empresa criada em 2013, não parou no tempo e incluiu novas opções em seu mix de produtos, que conta com ticket médio que cabe no bolso do brasileiro.

“As pessoas não pararam de comer fora de casa. Apenas diminuíram o valor gasto com as refeições diárias. Lançamos recentemente o pão de queijo frito. Um box, com 15 unidades, por exemplo, custa a partir de R$2,50”, explica Bruno Zanetti, Ceo da Mordidela.

 

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.