Frango volta a subir para R$ 2 o quilo em SP e carne bovina perde ritmo

redacao 30/11/2010
redacao 30/11/2010

O preço elevado da carne bovina começa a pesar no bolso do consumidor, informa a coluna Vaivém na Folha (íntegra disponível para assinantes do UOL e do jornal). Enquanto a carne de primeira ainda tem sustentação, a de segunda cai. Com isso, os estoques da carne de segunda crescem, mostra a AgraFNP.

Já a carne de frango ganha espaço, devido ao preço mais competitivo. Essa demanda permite alta nos preços, que ontem voltaram a R$ 2 por quilo da ave viva nas granjas paulistas, segundo acompanhamento feito pela Folha.

Com um aumento acumulado de 6,59% até outubro, os alimentos representam o maior fator de pressão na inflação em 2010. Os preços refletem o impacto da seca e da demanda aquecida.

A alta das commodities pressiona os valores da ração e influencia o preço das carnes. No acumulado do ano, o aumento já chega a 14,56% e faz o item contribuir com 0,32 ponto percentual no IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo).

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.