Franquia de sorvetes soft com 13 anos de experiência oferece cinco modelos de negócio

Nhô Sorvetes aposta no mercado de sobremesas e projeta faturar R$ 10 milhões em 2018 com a oferta de cinco modelos diferentes de negócio

Portal Sua Franquia 11/04/2018
franquia Nhô Sorvetes
Portal Sua Franquia 11/04/2018

Veterano no ramo de alimentação, o empreendedor Paulo Yossimi passou a prestar atenção em um nicho simples e muito poderoso do segmento: sobremesas. Seu olhar para doces ficou ainda mais aguçado quando leu uma entrevista, com o CEO de uma das maiores redes de fast food do mundo, afirmando ter mais quiosques de sobremesa do que restaurantes, no Brasil. “Esse mercado é muito poderoso”, pensou ele, à época.

Um dia, enquanto ainda amadurecia a ideia, resolveu parar para tomar um sorvete soft, aqueles mais leves, não tão gelados. Ao degustar o doce, analisou a operação e percebeu que era muito mais simples do que um restaurante tradicional. Ao conversar com o dono, soube que a empresa já existia há 13 anos. Nesse momento, seus olhos brilharam: uma operação simplificada e com todo esse tempo de mercado, é sucesso na certa. Yossimi sentou-se com o dono, propôs expandir o negócio por meio de franquias e fazer algumas adaptações que ajudariam a chegar ainda mais longe.

Com isso, em 2017, nasceu a Nhô Sorvetes Franchising, com cinco modelos de negócios para expansão (mini, móvel, interno, externo e loja). Hoje a rede já contabiliza uma loja e um quiosque próprio, uma franquia inaugurada e outra que está prestes a abrir as portas. Além disso, mais cinco contratos já foram assinados em 1 mês de expansão.

Sobremesas em alta
A percepção do empreendedor tem respaldo nas tendências de mercado. De acordo com a última edição da Pesquisa Food Service ABF, encomendada pela Associação Brasileira de Franchising (ABF) à consultoria ECD Food Service, o segmento de Bolos e Doces foi um dos poucos que apresentaram crescimento em tíquete médio, no franchising, com 5,4%. O faturamento de sorvetes, especificamente, atingiu R$ 14,9 bilhões, em 2016, de acordo com a Euromonitor Internacional. Segundo a Associaçāo Brasileira das indúsrias do setor de sorvetes (ABIS), os brasileiros consumiram mais de 1 bilhão de litros no mesmo ano.

Ainda de acordo com a ABF, Alimentação foi o segmento mais procurado por visitantes (28,3%) durante a última edição da ABF Franchising Expo, que aconteceu em São Paulo.

Yossimi acredita que o segmento de sorvetes soft é uma alternativa de investimento ainda mais atrativa, dentro de Alimentação, pois tem operação simplificada. “Quanto tinha restaurante, eu via muita dificuldade do franqueado em relação à operação do negócio. Geralmente o produto é muito perecível, precisa de muitos processos, sorvete não”, afirma.

Custos menores
De acordo com Yossimi, os custos de ocupação em shopping center podem ser até quatro vezes menores do que um restaurante tradicional. “Para uma loja eu precisava de 13 pessoas. Já no quiosque eu preciso de três ou quatro, no máximo”, complementa.

Não há inverno no faturamento
O sorvete soft não sofre tanto com a sazonalidade quanto os tradicionais. Por se tratar de uma sobremesa mais elaborada e menos gelada, o produto não compartilha a queda de vendas durante as temperaturas mais baixas. Além disso, há um cardápio na Nhô Sorvetes desenvolvido especialmente para o inverno, que ajuda o franqueado a manter o faturamento com a venda de foundues de frutas e petit gateau, por exemplo.

Logística inteligente
A meta da Nhô Sorvetes é chegar a 100 contratos assinados em 2018 e inaugurar 60 unidades por todo o Brasil. O faturamento deve chegar a R$ 10 milhões. Para amparar esse crescimento, uma das primeiras preocupações de Yossimi foi a logística e isso foi resolvido em parcerias com grandes indústrias distribuidoras. As fornecedoras homologadas atuam em todo o País e têm condições de atender franqueados em todas as regiões.

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.