Empreendedor - negócio criativos, inovadores e rentáveis

EMP 261 site Última edição Edição 261 December 2016 Assine

Franquias devem crescer na crise e faturar R$ 100 bilhões em 2012

redacao 05/10/2011
redacao 05/10/2011

O setor nacional de franquias deve fechar o ano com faturamento de R$ 86 bilhões, segundo previsão da Associação Brasileira de Franchising (ABF) anunciada hoje em convenção realizada na cidade de Punta del Este, no Uruguai. A entidade prevê que esse montante deve crescer 15% em 2012, impulsionado principalmente por shoppings centers em construção e pela expansão da renda em municípios menores, onde as franquias ainda não estão presentes, fazendo as vendas chegarem a R$ 100 bilhões.

"A expectativa é de que, mesmo com as ameaças de crise, o setor continue crescendo, pois o franchising representa hoje 3% do PIB do Brasil, enquanto, nos EUA, já é responsável por 20% do PIB", afirma Ricardo Bomeny, presidente da ABF. "Além disso, no Brasil existem 5.500 municípios e as franquias estão presentes em cerca de 1.000 deles, ou seja, com o aumento de renda da população, outros municípios passam a ser viáveis financeiramente para receberem unidades franqueadas", diz.

As microfranquias, redes com investimento inicial de até R$50 mil, devem continuar sendo outro trunfo para garantir o crescimento do setor. Segundo a ABF, hoje já existem 260 marcas desse tipo em funcionamento, que correspondem a 14% do total de marcas de franquia do Brasil, somando cerca de 12.000 lojas no País. “A previsão é de que esse segmento continue crescendo em torno de 20% em 2011 e 2012”, afirma Bomeny.

Um dos gargalos para a expansão do setor, segundo o representante, tem sido a alta no preço dos aluguéis dos imóveis, principalmente em shoppings centers, durante o último semestre. Bomeny aponta que as galerias comerciais e lojas de rua têm sido a saída para escapar desse aumento no custo.

Atualmente, existem no País 1.855 marcas de franquias, com 90 mil lojas do tipo. Se o crescimento previsto para o ano que vem se confirmar, o setor deve se tornar responsável por mais de 1 milhão de empregos diretos, segundo dados da ABF.

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.