Empreendedor - negócio criativos, inovadores e rentáveis

EMP 261 site Última edição Edição 261 December 2016 Assine

Goodyear e Nasa trabalham juntas no desenvolvimento de pneu para uso na Lua

redacao 10/12/2009
redacao 10/12/2009

A Goodyear, líder em inovação tecnológica de pneus planos, está trabalhando com o centro de pesquisas Glenn Research Center da NASA (GRC), no desenvolvimento de um pneu a ser usado na Lua. As ações fazem parte do projeto Innovative Partnership Program (IPP), fundado pela NASA. O objetivo é o desenvolvimento de pneus não-pneumáticos a serem usados primeiro na Lua e, posteriormente, em Marte, impulsionando as melhorias tecnológicas para atender às necessidades críticas das missões da NASA.

"O desenho básico pneumático de borracha usado na Terra não tem a mesma utilidade na Lua," declarou Vivake Asnani, principal pesquisador da NASA, uma vez que as características atmosféricas do ambiente operacional são únicas. "O desafio de criar um pneu para a Lua complica-se ainda mais com o fato de que não existem estradas na Lua. Os pneus lunares precisam ser desenhados para desenvolver tração em terrenos arenosos e ondulados, em regiões onde os humanos nunca estiveram antes, nem remotamente próximo. Além disso, a possibilidade de um furo em um pneu seria devastadora para a missão", diz.

Asnani declarou também que a Goodyear foi selecionada para trabalhar com o centro de pesquisas devido à sua experiência em programas prévios na Lua, compreensão das dinâmicas dos veículos e capacidade de modelagem através de seus sistemas computadorizados exclusivos. Os engenheiros da Goodyear estão acostumados a desenvolver tecnologias altamente inovadoras. Por este motivo, pensar em criar algo que fosse "fora deste mundo" não foi difícil, segundo Joe Gingo, vice-presidente executivo e chefe oficial técnico da Goodyear. "Os objetivos de desempenho destes pneus para esta missão vão impulsionar as tecnologias conhecidas até o momento, muito além da zona de conforto," disse Gingo, que assegurou ter a Goodyear a capacidade para levá-lo adiante.

Dave Glemming, principal pesquisador da Goodyear, disse que tomar a decisão de se unir à NASA para esta iniciativa foi simples. "O resultado deste projeto proporcionará não somente um produto que conte com as capacidades de desempenho exigidas para mover-se na Lua e mais além, mas também esperamos entender quando e como será o futuro dos pneus não-pneumáticos a serem desenhados para a Terra."
@@@
A Goodyear conta com uma equipe de pesquisa e desenvolvimento de tecnologias em seu centro técnico na cidade de Akron, nos Estados Unidos. Durante o ano passado, a empresa esteve avaliando a roda lunar de borracha Apollo, protótipos de pneus pneumáticos e conceitos não-pneumáticos para construir as bases do entendimento das mecânicas destas rodas e o restante do ambiente lunar. "Pode soar ousado desenvolver algo tão novo como um pneu lunar em um prazo de um ano, mas a equipe da Goodyear está desenvolvendo tecnologia desde a primeira aterrissagem na Lua", disse Glemming. Durante os anos 60, a NASA apoiou financeiramente a Goodyear e a General Motors por dez anos para desenvolver um pneu com uma malha metálica para o veículo lunar Apollo Roving Vehicle (LRV).

O pneu do LRV foi desenvolvido com uma corda de piano para poder proporcionar uma superfície suave e elástica que se amoldasse ao solo, e oferecesse uma qualidade de manejo adequada. Este se assemelha um pouco ao esqueleto de um pneu na Terra. Este enfoque teve resultados muito bons, já que cada pneu LRV tinha que suportar aproximadamente 60 libras de peso (tudo pesa 6x menos na lua) em um máximo de 75 milhas. A nova frota de veículos lunares vai exigir pneus que agüentem aproximadamente 10 vezes o peso das anteriores, e que possam durar até 100 vezes a distância. Um pneu que conte com estas características também poderia ser de grande uso comercial aqui na Terra, disse Glemming.

Para aumentar a utilidade deste pneu, a equipe está analisando primeiro o desenho original, usando modelos de desenho por computador. Além disso, pneus autênticos estão sendo produzidos e avaliados para entender como e porque sua carga e durabilidade são limitados. Essencialmente, os pneus vão ser carregados e reciclados até que falhem. Os projetistas da Goodyear e os engenheiros de pesquisa da NASA vão projetar, construir e avaliar em laboratórios os conceitos dos pneus repetidamente para diminuir as possíveis falhas.

A natureza exata dessas mudanças de desenho não foi publicada. Um jogo de 12 pneus será construído até o Inverno de 2009, e serão expostos no novo veículo "NASA Chariot roving" no centro espacial Johnson Space Center no Texas.

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.