Última edição Edição 262 January 2017 Assine

Inovação é fundamental para pequena indústria

redacao 27/10/2011
redacao 27/10/2011

Para Carlos Alberto dos Santos, diretor técnico do Sebrae, pequena empresa deve inovar para enfrentar concorrência

As pequenas indústrias brasileiras precisam investir em inovação com o foco em produtividade. Na linha de produção, inovar é fazer diferente para fazer melhor e ganhar competitividade frente à concorrência. “É preciso quebrar o preconceito nas pequenas indústrias que inovação é algo de difícil execução e caro”, afirmou o diretor técnico do Sebrae, Carlos Alberto dos Santos. Ele participou do debate Transformação e Desafios da Indústria Globalizada durante o Encontro Nacional da Indústria, nesta quarta-feira (26), em São Paulo.

Para um público de mais de mil pessoas, Carlos Alberto dos Santos disse que a inovação na pequena indústria é fundamental para o desenvolvimento da economia nacional e para a proteção da maioria dos empregos gerados no país. “Nos próximos anos, 70% dos empregos estarão nas micro e pequenas empresas. Apesar disso, são empregos de baixa produtividade. É preciso mudar esse cenário”, disse.

O Sebrae vem atuando ativamente nessa mudança com a criação dos Agentes Locais de Inovação. Com a parceria do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação foram capacitados 485 jovens recém-formados, principalmente da área da engenharia, para acompanhar os processos de inovação dentro das pequenas empresas. “Hoje temos 18 mil empresas visitadas regularmente pelos Agentes Locais de Inovação”. Até o final do ano, serão mil agentes em todo o país, sendo que 300 só no estado de São Paulo.

Participaram do debate também o ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Aloizio Mercadante; o vice-presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), João Carlos Ferraz; o presidente da Coteminas, Josué Gomes da Silva; o presidente do Grupo Ultra, Pedro Wongtschowski; e o presidente da Interbusiness, Claudio Frischtak.

O ministro Mercadante anunciou, durante o debate, projeto piloto para criar um “feirão da inovação” para as pequenas empresas brasileiras, com a participação de órgãos como o BNDES e a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep). Segundo Mercadante, a inovação acontece principalmente nos pequenos negócios, que são mais flexíveis e menos burocráticos.

“O problema da pequena empresa para inovar é fundamentalmente o acesso ao crédito. Queremos, com essa aproximação, que as pequenas empresas apresentem bons projetos e já saiam do feirão com a possibilidade de conseguir crédito”, ressaltou Aloizio Mercadante .

Projetos

O Sebrae apoia 450 projetos em todo o país com atendimento a cerca de 70 mil pequenas indústrias, diz a gerente de Atendimento Coletivo e Indústria, Kelly Sanches. A instituição é uma das patrocinadoras do Encontro Nacional da Indústria. “Nosso objetivo aqui é trazer para o debate os gargalos que impedem a competitividade das pequenas indústrias, como baixa produtividade, impacto da globalização, entre outros".

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.