Última edição Edição 262 January 2017 Assine

Inscrições para missão que estimula parcerias com União Europeia vão até dia 19

Redação 16/03/2017
Redação 16/03/2017

Faltam poucos dias para o encerramento das inscrições para o primeiro evento deste ano do projeto Low Carbon Business Action in Brazil, que conta com parceria do Sebrae, e recebe propostas de interessados até o próximo dia 19. O tema, desta vez, será baixa emissão de carbono (a Agricultura de Baixo Carbono).

O projeto da União Europeia tem o Sebrae como membro de seu comitê diretivo e busca aproximar pequenas e médias empresas europeias de brasileiras, de forma a ajudar na realização de parcerias e negócios. No ano passado, foram realizados encontros sobre eficiência energética na construção civil; energias renováveis, gestão de resíduos sólidos; e biogás e biometano.

Além disso, o programa organizou missão com empresas e entidades brasileiras para participar de rodadas de negócios com contrapartes da UE e visitar uma feira de teconologias de baixo carbono em Lyon, na França. Mais conhecidos por missões de matchmaking, os eventos consistem em encontros específicos, nos quais são realizadas rodadas de negócios entre as empresas selecionadas no Brasil e União Europeia, conforme a demanda e oferta de soluções e tecnologias ambientais. O programa de cada missão também traz palestras para abordar o contexto brasileiro em temas como meio ambiente e sustentabilidade, tecnologia, finanças e negócios. A ideia do projeto é contribuir para o desenvolvimento sustentável e da indústria, a partir da adoção de tecnologias de baixa emissão de gases de efeito estufa (GEE) e de processos limpos, com eficiência de recursos e de energia.

Dentre os propósitos específicos, destacam-se a adoção de tecnologias de baixa emissão de carbono nas indústrias do Brasil, a criação das chamadas “novas indústrias verdes” no país, promoção de intercâmbio comercial e internacionalização de micro e pequenas empresas da União Europeia. Segundo a diretora técnica do Sebrae, Heloisa Menezes, uma prova do êxito da empreitada é que, no Brasil, durante os dois anos do projeto, a meta previa o fechamento de 80 acordos de parceria entre pequenas empresas brasileiras e empresas da União Europeia, sendo que, apenas no primeiro ano, foram fechados 366 acordos, ou seja, quatro vezes mais do que o esperado.

“Foi um resultado excelente, inclusive porque tínhamos receio de que as empresas brasileiras tivessem dificuldades para efetivar acordos em razão da comparação entre seus valores de faturamento e o das empresas na UE, que trabalham com capital maior”, afirma. Segundo ela, o Sebrae, com sua capilaridade, tem conseguido mobilizar de forma significativa indicações para o programa. “Temos tido um número grande de pequenas empresas interessadas em participar e também de pequenas empresas selecionadas e que fecham acordos”. Como a área de baixo carbono é relativamente nova no Brasil, uma forma de atuação das empresas nesse mercado é por meio de parceiras com empresas estrangeiras que já dominem este tipo de tecnologia, destaca a diretora.

As inscrições podem ser feitas pelo endereço eletrônicohttp://www.lowcarbonbrazil.com/index.pt.html.

Áreas, dentro da agricultura, que são prioritárias para esta missão:

1.Nutrição vegetal: fertilização eficiente

2.Nutrição animal: dieta animal de baixo carbono

3.Biotecnologia: inseminação artificial e melhoramento genético

4.Fixação biológica de nitrogênio

5.Plantio de florestas: sistemas de reprodução in vitro, técnicas efetivas de produção

de sementes, plantio, controle de pragas etc

6.Áreas pecuárias: recuperação de áreas degradadas de pastagem, e integração de

lavoura-pecuária-floresta (sistema argossilvopastoris)

7.Tecnologias de reflorestamento e detecção de incêndio

8.Tecnologias da indústria da maquinaria

9.Agricultura de precisão: gerenciamento da propriedade agrícola

10.Capacitação em agricultura de baixo carbono

11.Consultoria: inventários de emissões de GEE, estocagem de carbono e

ferramentas de monitoramento para agricultura sustentável

Mais informações:

Datas e locais dos eventos de Matchmaking em 2017:

– De 1 a 5 de maio, na Agrishow, Ribeirão Preto (SP) – Agricultura de baixo carbono

– De 20 a 24 de junho, na FEIMAFE 2017, São Paulo (SP) – Processos industriais e eficiência energética na indústria

– De 4 a 6 de Outubro, no evento “All About Energy”, em Fortaleza (CE) – Energias renováveis (voltado para energia solar, eólica e biomassa, entre outras)

– De 21 a 23 de Novembro, Waste Expo, São Paulo (SP) – Gestão de resíduos e biogás mais agricultura de baixo carbono (foco Biogás).

O período de registro de candidaturas para cada missão de matchmaking dura entre quatro a cinco semanas e se inicia 90 dias antes da missão.

 

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.