Intenção de compra na internet avança na contramão do varejo

redacao 14/07/2011
redacao 14/07/2011

Entre os paulistas que já fizeram pelo menos uma compra na internet, 88,3% pretendem consumir bens duráveis no universo virtual de julho a setembro deste ano. O índice é superior aos 87% do mesmo período de 2010, segundo pesquisa da FIA (Fundação Instituto de Administração), em parceria com a consultoria e-bit.

O movimento está na contramão do varejo como um todo, em que a intenção de compras caiu de 75,6% para 72,4%, na mesma base de comparação.

O diretor de marketing e produtos da e-bit, Alexandre Umberti, percebe uma migração do consumo para a internet, não só pelo fato de cada vez mais pessoas terem acesso à rede. "O preço muitas vezes é menor, o parcelamento chega a mais de 12 vezes sem juros, alguns dão frete grátis, o modelo é bastante agressivo", diz Umberti.

Entre os internautas entrevistados, 36,1% pretendem comprar eletroeletrônicos, que dominam a intenção de consumo, seguidos por informática, com 31,9% e telefonia e celulares, com 27,2%.

A pesquisa foi feita com 4.982 internautas do estado de São Paulo e não considera sites de compras coletivas e compra de passagens aéreas.A e-bit estima em R$ 20 bilhões o faturamento do comércio eletrônico em 2011, em um forte avanço com relação aos R$ 14,8 bilhões apurados no ano passado.

 

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.