Mãe cria marca de produtos para alérgicos por falta de opções para filha

redacao 24/04/2014
redacao 24/04/2014

A enfermeira Sarah Lazaretti, 55 anos, sempre encontrou dificuldades para conseguir cuidar dos problemas alérgicos da filha. Com a falta de produtos específicos no mercado nacional, a solução era correr atrás dos caros e importados. Às vezes, por precisar contar com a ajuda dos amigos que viajavam para fora do país, Sarah nem sempre tinha em mãos os produtos que precisava para suprir a necessidade das crises de Marina, hoje com 24 anos e responsável pelo marketing da empresa.

Foi por isso que Sarah, em 1993, decidiu, em sociedade com sua irmã Julinha, criar uma marca especializada em produtos que previnem as alergias e possuem formulações menos agressivas à saúde. Desde então Alergoshop está empenhada em suprir as necessidade dessas pessoas.

O primeiro passo da empreendedora foi buscar no mercado internacional linhas de produtos naturais, capas antiácaros, ADF acaricida e alguns cosméticos. Sarah também se preocupou em encontrar um ponto comercial para alugar, além de um fornecedor nacional de semijoias.

Em 1994, a marca decidiu desenvolver seus primeiros produtos e apostou nos cosméticos da linha Uso Diário. Hoje, a Alergoshop conta com mais de 50 itens de fabricação própria e possui dez diferentes linhas.  Além de ser a primeira empresa que realmente entendeu as necessidades dos alérgicos, a marca também foi pioneira ao montar uma loja especialmente para este nicho. “Acredito que o grande diferencial da Alergoshop é que, para garantirmos um produto de qualidade e seguro, fazemos todos os testes e possuímos os laudos de laboratórios e aprovados pela Anvisa”, afirma Sarah Lazaretti.

Pelo fato de não existirem lojas especializadas em alérgicos, a empresa resolveu apostar no mercado de franquias e, em 2012, abriu sua primeira unidade franqueada, na cidade de Campinas, em São Paulo. Hoje, a empresa conta com quatro franquias, sendo três no estado de São Paulo e uma em Vitória (ES), e espera abrir 10 novas lojas até o final do ano.

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.