Mais de 8% das famílias brasileiras estão muito endividadas, mostra estudo do Ipea

redacao 06/05/2011
redacao 06/05/2011

No mês abril o resultado da percepção das famílias brasileiras quanto ao endividamento manteve-se praticamente inalterado em relação ao mês anterior, com 8,8% considerando-se muito endividados e 51,5% afirmando não possuir dívidas.

Os números foram divulgados nessa quinta-feira (5) pelo Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), através do IEF (Índice de Expectativa das Famílias).

Ainda de acordo com o estudo, aproximadamente 48% dos brasileiros têm dívidas, sendo que 8,79% estão muito endividados, 18,56% estão mais ou menos endividados e 20,64% estão pouco endividados. A região Centro-Oeste foi a que apresentou a maior taxa de famílias que não possuem dívidas, de 82,81%. Por sua vez, o Sudeste fica em segundo lugar, com taxa de 61,2%.

Capacidade de pagamento de contas

Segundo o estudo, cerca de 16,75% das famílias brasileiras afirmam que terão condições de quitar totalmente suas dívidas e 41,2% reconhecem que poderão quitá-las parcialmente. Já a parcela das famílias que responderam a pesquisa informando que não terão condições de pagar suas dívidas foi de 38,6%.

A região Norte foi o local onde a taxa de famílias que não terão condições de pagar suas dívidas esteve mais alta, com 54,2%, 2 pontos percentuais menor do que no mês anterior e seguido pelo Nordeste, com 37,7%.

Empréstimos

Considerando o Brasil inteiro, 6,64% das famílias mostraram estar dispostas a tomar empréstimos ou financiamento com o objetivo de adquirir algum bem nos próximos três meses. A parcela foi praticamente a mesma registrada em março. Neste quesito, o Nordeste foi a região com maior taxa, de 10,23%.

Norte e Sul mostraram as menores taxas, com 2,67% e 4,14%.

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.