Mantega sinaliza possível linha de financiamento para indústria têxtil

redacao 03/02/2011
redacao 03/02/2011

Crédito poderá estar disponível para a indústria a partir de maio, quando acaba a isenção do imposto de importação para o algodão 

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, acenou com a possibilidade de criar uma linha de financiamento para aquisição de matéria-prima para a indústria têxtil. A informação foi dada nesta quarta-feira, 2, pelo presidente da Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção (Abit), Agnaldo de Diniz, ao sair da reunião do Grupo de Avanço de Competitividade.

Essa linha de crédito poderá estar disponível para a indústria a partir de maio, quando acaba a isenção do imposto de importação para o algodão. É que com o crescimento da demanda internacional os cotonicultores brasileiros venderam seus produtos para o exterior e, para não deixar a indústria local desabastecida, o governo zerou a alíquota que era de 10%.

Diniz defendeu que a indústria local é competitiva, mas que a concorrência com produtos chineses tem sido desleal. "Não podemos permitir que nossos empregos sejam sequestrados pela China", afirmou. Segundo ele, a proposta de desoneração na folha de pagamento foi mencionada durante a reunião, mas a propostas discutidas são antigas e nada foi definido hoje.

O empresário também interpretou as palavras de Mantega em relação à continuidade do Programa de Sustentação do Investimento (PSI)como algo factível. "Saí com total expectativa de que a prorrogação ocorra".

 

 

Comentar

Os itens com asterisco (*) são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.